Morte de cão por agentes sanitários causa revolta na China

"Política de zero casos" de covid gera sensação de insegurança e situações de brutalidade
-Publicidade-
Foto: reprodução redes sociais
Foto: reprodução redes sociais

O regime comunista chinês decidiu implementar uma política de tolerância zero com casos de covid-19, que se revela invasiva e brutal. Um caso que sensibilizou os chineses aconteceu com uma mulher que se identificou como senhora Fu. Ela (junto com todos os moradores do condomínio onde morava) foi obrigada a abandonar a casa às pressas para uma quarentena obrigatória.

De longe, a senhora Fu usou um aplicativo de vigilância no celular e observou os agentes sanitários do governo entrando em sua casa para o trabalho de desinfecção. Testemunhou quando seu cão Chaofen foi espancado até a morte pelos funcionários com uma barra de ferro. Colocou o vídeo na rede social Weibo e causou uma rara onda de revolta entre os usuários. Segundo reportagem do Wall Street Journal, o protesto foi tão forte que a emissora oficial CCTV se sentiu obrigada a divulgar uma reportagem dizendo que não havia necessidade de praticar eutanásia com animais no combate ao covid-19. Na China, cães são classificados como “gado”.

-Publicidade-
Foto: Divulgação/redes sociais
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

5 comentários Ver comentários

  1. Não só os cães são tratados como gado. Desde que se viva sob um regime dessa espécie e se aceite, todos são gado. Quanto ao que aconteceu ao cãozinho, acho incrível que tenham pessoas que achem que vivemos tempos maravilhosos graças a tecnologia. A humanidade hoje é a que viveu há mil anos atrás, em questão de barbárie, é e sempre será a mesma.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.