OMS não descarta origem do coronavírus em laboratório

"Todas as hipóteses permanecem sobre a mesa", afirma o diretor-geral da entidade

A Oeste depende dos assinantes. Assine!

-Publicidade-
O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom
O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom | Foto: Divulgação/OMS

A hipótese do coronavírus SARS-CoV-2 ter surgido em laboratório ainda não foi descartada pela Organização Mundial da Saúde (OMS). O aviso foi feito pelo diretor-geral da entidade internacional, Tedros Adhanom, na terça-feira 30 de março. De acordo com o dirigente: “mais dados serão necessários para chegar a conclusões mais robustas”.

“Embora a equipe tenha concluído que um vazamento de laboratório é a hipótese menos provável, isso requer uma investigação mais aprofundada, potencialmente com missões adicionais envolvendo especialistas especializados, que estou pronto para implantar”, disse Adhanom sobre o relatório apresentado pela missão de cientistas enviados pela OMS à China para investigar as origens do novo vírus. “Deixe-me dizer claramente que, no que diz respeito à OMS, todas as hipóteses permanecem sobre a mesa.”

O grupo — que esteve na China entre 14 de janeiro a 10 de fevereiro de 2021 — revelou que o primeiro caso detectado da doença começou a apresentar os sintomas no dia 8 de dezembro de 2019, mas não conseguiu chegar a uma conclusão a respeito da origem do patógeno.

-Publicidade-

Leia também: “14 países repudiam influência da China em relatório da OMS”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

  1. Engraçado que a OMS publica um relatório esclarecendo que a origem em laboratório era a última possibilidade possível. No dia seguinte, com a pressão certa, de países importantes, já começa a mudar o discurso… não, não é bem assim… todas as hipóteses estão na mesa…
    Deve estar se borrando de medo agora de ser acusado de cúmplice de ditadura.

  2. Pois é, para alguns é óbvio, visto pelo País do qual o vírus surgiu. Porém, sabemos que a China é um grande financiador da OMS, e a investigação tem tudo para acabar em pizza e ser considerado assunto encerrado. A china tem muito dinheiro, e aparentemente pode comprar até a “verdade”!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.