ONU: 14 mil pessoas foram presas no Irã desde início de protestos

Balanço das Nações Unidas também informa que 277 pessoas foram mortas nas últimas seis semanas

A Oeste depende dos assinantes. Assine!

-Publicidade-
Forças iranianas debelam manifestantes | Foto: Reprodução/YouTube
Forças iranianas debelam manifestantes | Foto: Reprodução/YouTube

Desde setembro, quando começou uma onda de protestos no Irã, cerca de 14 mil pessoas foram presas e pelo menos 277 foram mortas, de acordo com dados da Organização das Nações Unidas (ONU).

O relator especial sobre a situação dos direitos humanos na República Islâmica do Irã, Javaid Rehman, disse na quarta-feira, que “nas últimas seis semanas, milhares de homens, mulheres e crianças — segundo alguns relatos, mais de 14 mil pessoas — foram presos”. Entre essas pessoas, estão “defensores de direitos humanos, estudantes, advogados, jornalistas e ativistas da sociedade civil”.

Em um discurso ao Conselho de Segurança da ONU, Rehman disse que a “resposta violenta inabalável das forças de segurança” no país levou à morte de pelo menos 277 pessoas nesse período de seis semanas.

-Publicidade-

Rehman também fez referência à decisão do Irã de realizar julgamentos públicos para mil pessoas presas por envolvimento com os protestos, observando que algumas das acusações levam à pena de morte. Segundo a mídia estatal iraniana — porta-voz do governo —, essas mil pessoas foram indiciadas na Província de Teerã e poderão ter um julgamento público.

As manifestações foram iniciadas em razão da morte de Mahsa Amini, uma mulher curdo-iraniana de 22 anos, dentro de uma prisão iraniana, em 16 de setembro. Ela foi detida porque usava o véu islâmico de forma inapropriada. As autoridades disseram que ela morreu de causas naturais. A família, no entanto, garante que foi assassinada.

Com esse estopim, os protestos em todo o Irã se uniram em torno de uma série de queixas contra o regime. Cada vez mais, ativistas e especialistas estão caracterizando os protestos como uma revolta nacional e um dos maiores desafios para o regime iraniano desde sua fundação.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.