Papai Noel se torna gay em propaganda norueguesa

O bom velhinho ganhou nova versão
-Publicidade-
Papai Noel e seu namorado, Harry | Foto: Reprodução/YouTube
Papai Noel e seu namorado, Harry | Foto: Reprodução/YouTube

O Papai Noel ganhou uma nova versão na Noruega. Para comemorar os 50 anos do fim da lei que proibia relações homossexuais no país, o bom velhinho se tornou gay em uma campanha dos correios daquela nação.

-Publicidade-

Intitulado “Quando Harry Conhece Noel”, o vídeo de quase quatro minutos mostra um homem gay de meia-idade flagrando, acidentalmente, Noel em sua casa na véspera de Natal. O vídeo foi lançado na quarta-feira 24.

O vídeo acompanha as visitas anuais do bom velhinho a Harry, mas o contato de ambos é sempre interrompido pela obrigação de Noel em levar os presentes, como manda a tradição da figura natalina.

Em um dia, Harry decide quebrar o silêncio e envia uma carta de amor ao Polo Norte. No documento, declara-se apaixonado por Noel: “Querido Papai Noel, tudo o que eu quero de Natal é você”, escreveu Harry.

Ansioso pela chegada de Noel, Harry corre para atender a campainha em mais uma véspera de Natal, mas se frustra ao ver que, em vez do bom velhinho, uma carteira está com seus presentes.

Ao voltar para dentro de casa, ele se depara com Noel esperando-o na sala: “Arranjei uma mãozinha este ano para que eu possa ficar com você”, disse o velhinho, antes de se aproximar para um beijo na boca.

Campanhas anteriores da empresa já trataram de assuntos considerados polêmicos. Em 2019, os correios da Noruega fizeram José — pai de Jesus Cristo — como um carteiro de Belém.

Já em 2020, com a campanha “Faça o Natal Grande de Novo”, eles brincaram com então presidente americano Donald Trump, que acabara de perder as eleições.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

27 comentários Ver comentários

  1. Sou do interior do estado de SP. Aqui na minha região existe um ditado : “Quem tem tampo, caga longe”. Essa corja de desocupados quer apenas lacrar e afrontar a sociedade com esses comerciais imbecis, que na verdade desvirtuam uma crença que nós cultivamos como sendo emblemática e representativa da demonstração de amor e fraternidade. Nada…..absolutamente nada contra os gays. Mas essa representação do Papai Noel existe há seculos. Eles então que façam o Gay Noel e fiquem em suas bolhas lacradoras.

  2. Desta vez, nem o pobre “Bom Velhinho” escapou da insanidade progressista!!!! Eles realmente andam a todo para reescrever toda a Historia!

  3. Se são minoria, nunca vencerão a batalha. É só usarmos a inteligência, principalmente em campanhas publicitárias contrárias, mantendo o foco nas tradições, sem trégua, aí sim serão vencidos pelo desânimo.

  4. O inferno é aqui na Terra e agora todos estão vendo. Querem porque querem enfiar essa viadagem de goela abaixo na população. Descaracterizando a masculinidade. Bando de FDP.

  5. misericórdia qual necessidade disso sempre existiu homossexual pra que empurrar isso nas nossas crianças acabando com os sonhos .

  6. Tudo que é forçado garganta abaixo pára de ter o respeito das pessoas e vira chatice, forçação de barra, e tem o efeito contrário, repulsa! Querem fazer personagens gays, que façam, mas não mexam com o que é tradição, ainda mais de forma provocativa como essa!

  7. Nada contra os gays, mas o bom senso não diz que deve prevalecer a opinião da maioria? Porque então tentam fazer prevalecer a vontade daquela que se diz minoria. Está cada vez mais difícil a vida do heterossexual. Para o mundo que eu quero descer!

  8. Está claro que a intenção é a destruição dos sonhos, da inocência das crianças do mundo todo. Estão transformando todos os símbolos que ainda traziam alguma esperança e alegria às crianças (Super Homem e agora Papai Noel) em aberrações com a intenção de chocar a sociedade. A quem interessa isso? À uma minoria que está tentando fazer com que o mundo se dobre à frente deles? Como li em comentários anteriores, não tenho nada contra homossexuais, mas estou começando a criar aversão contra eles por conta de toda essas palhaçadas.

  9. Sempre tive respeito pelos homossexuais, até um pouco de pena, mas esses que se expõe em público e tentam aliciar os comuns são deploráveis, já sinto raiva dos homossexuais todos por causa deles

  10. Não sei porque tudo isso. Desde quando dar ré no quibe é virtude. Vocês algum dia já viram um pai orgulhoso porque o filho ou filha se declararam gay. Pode até ser tolerável, porque na maioria não é caso de escolha, é ponto fora da curva da natureza. Merecem respeito, sim merecem todo o respeito, mas não orgulho a ponto de merecer propaganda.

    1. Os gays tem que compreender que são ampla minoria, e não podem ficar agindo e tentar impor sua condição sexual, como se maioria fossem. Agindo dessa forma viram caricatura de si mesmos.

  11. Basta ver os estudantes de MKT de qualquer universidade brasileira, e é fácil entender esse “progressimo” das empresas.. como diz o Constantino: “a galera do cabelo roxo”.

  12. Em uma Data tão importante para a Humanidade, seria mais criativo e benéfico Papai Nobel dando pratos de comida a crianças carentes e famintas espalhadas pelo Mundo. De muito mau gosto e repreensível este vídeo.

  13. Às vezes eu acho que tem que ter uma real invasão muçulmana nessa Europa para erradicar de vez com esse tipos. Isso daí, já não tem mais solução. O caminho é a extinção dessa raça, simplesmente. Depois de tantas guerras no século passado, os homens que existiam por lá morreram todos, sobrou essa coisas aí. Foi o que o Hitler disse: “Morro com a Alemanha”. Não é que ele tinha razão?

    1. E quem mais defende a entrada de muçulmanos na Europa, com o famigerado multiculturalismo? Esse mesmo tipo de gente. Pare o mundo! Eu quero descer.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.