Para evitar convulsão social, Índia retoma atividade agrícola

Segunda nação mais populosa do mundo, com mais de 1,3 bilhão de habitantes, precisa preparar a nova safra agrícola para evitar crise econômica e sanitária.
-Publicidade-
Ministro indiano visitando centro de quarentena para o coronavírus
Foto: Press Information Bureau, Government of India
Ministro indiano visitando centro de quarentena para o coronavírus Foto: Press Information Bureau, Government of India

A segunda nação mais populosa, com mais de 1,3 bilhão de habitantes, precisa preparar nova safra agrícola para evitar crise econômica e sanitária

Ministro indiano visitando centro de quarentena para o coronavírus
Foto: Press Information Bureau, Government of India
-Publicidade-

Alguns setores da economia indiana voltaram ao trabalho ontem, segunda-feira 20, principalmente na agricultura, a fim de conter os danos causados pela pandemia do novo coronavírus.

A Índia, a segunda nação mais populosa, com mais de 1,3 bilhão de habitantes, precisa preparar a nova safra agrícola para evitar que uma convulsão social de maiores proporções venha a agravar a crise econômica e sanitária.

O governo do primeiro-ministro nacionalista Narendra Modi decretou um isolamento rigoroso para a população desde 25 de março e já prolongou o prazo uma vez, até 3 de maio, de acordo com a Rádio França Internacional.

Segundo o balanço oficial mais recente, mais de 14.000 indianos foram infectados com o novo coronavírus e quase 500 morreram.

Para tentarem conter o impacto do isolamento prolongado, as autoridades indianas decidiram autorizar a reabertura do comércio on-line, a retomada de algumas atividades industriais — nos setores farmacêutico, de energia e construção — e sobretudo na agricultura. Dois terços da população ativa indiana dependem dela para sobreviver.

Leia também reportagem divulgada por Oeste

“Temo mais a fome que o coronavírus”: a Índia à beira de uma crise humanitária

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site