Paraguai tem segunda noite de protestos pela renúncia do presidente

Na madruga de domingo, uma tentativa de invasão ao imóvel resultou na prisão de dez manifestantes
-Publicidade-
O grupo cercou a residência presidencial
O grupo cercou a residência presidencial | Foto: Reprodução/Redes Sociais

Neste sábado, 6, pela segunda noite seguida, uma multidão foi às ruas da capital do Paraguai, Assunção, pedindo a renúncia do presidente do país, Mario Abdo Benítez. O grupo cercou a residência presidencial. Depois de uma tentativa de invasão ao imóvel durante a madrugada de domingo, dez manifestantes foram presos. Na sexta-feira 5, os protestos se concentraram em frente ao Congresso da nação.

Os atos contra o governo paraguaio ocorreram em meio a alta de casos com a covid-19, a falta de insumos hospitalares, a vacinação lenta da população e a impunidade para casos de corrupção. Ontem, o presidente paraguaio solicitou que os ministros do país deixassem os cargos à disposiçãoJulio Mazzoleni renunciou ao cargo de ministro da Saúde do Paragua momentos antes dos primeiros protestos de rua começarem.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.