Parte da 4ª temporada de Stranger Things foi gravada em prisão nazista

Ex-primeiro-ministro de Israel já ficou detido no local
-Publicidade-
Uma das cenas em que o personagem  Jim Hooper aparece na prisão de Lukiškės | Divulgação/ Netflix
Uma das cenas em que o personagem Jim Hooper aparece na prisão de Lukiškės | Divulgação/ Netflix

Algumas cenas da quarta temporada da série Stranger Things foram filmadas na prisão de Lukiškės, na Lituânia. O local já funcinou como uma prisão nazista durante a Segunda Guerra Mundial.

As cenas gravadas em Lukiškės são as que o personagem Jim Hooper aparece detido em uma prisão russa. O local existe há mais de 115 anos. Entre 1941 e 1944, a Lituânia estava sob o comando do ditador alemão Adolf Hitler.

Em 1941, a polícia nazista usou a prisão como cela para judeus retirados do Gueto de Vilna — gueto judeu na Lituânia. A maioria desses prisioneiros foi assassinada durante o massacre Ponary; quase 100 mil pessoas morreram. Entre elas, cerca de 70 mil eram judeus poloneses, 20 mil poloneses e 8 mil russos.

-Publicidade-

Entre 1940 e 1941, Menachem Begin, o sexto primeiro-ministro de Israel, também ficou preso em Lukiškės. Begin fazia parte do grupo Irgun (grupo ativista judeu), que era uma ameaça à União Soviética (que dominou a Lituânia entre 1940 e 1941) e ao regime nazista.

De acordo com um memorial de Israel para Begin, o primeiro-ministro vivia em condições deploráveis na prisão. Por sorte, ele foi deportado para uma pequena prisão soviética. Caso contrário, Begin teria sido assassinado.

Mesmo depois da Segunda Guerra, a prisão de Lukiškės funcionou até 2019 como uma penitenciária para presos políticos que não eram aceitos por determinados regimes.

Conforme divulgado pelo Time Out Group, empresa internacional de mídia e entretenimento, em 26 de maio a prisão se tornou um centro cultural onde aqueles que desejarem podem se hospedar por € 107 uma noite (quase R$ 560, na cotação atual). Algumas celas também possuem decorações com o tema de Stranger Things.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.