Partido Comunista da China aprova resolução que reforça poder de Xi Jinping

Documento informa que o socialismo entrou em uma 'nova era desde a chegada do atual presidente ao poder'
-Publicidade-
O presidente da China, Xi Jinping
O presidente da China, Xi Jinping | Foto: Ding Lin/Xinhua

No comando da China desde 2012, Xi Jinping deu um importante passo nesta quinta-feira, 11, para conseguir o terceiro mandato à frente do país. O Partido Comunista (PCC) aprovou sua terceira “resolução histórica”. A primeira ocorreu em 1945, estabelecendo a autoridade de Mao Tsé-Tung sobre a legenda. A segunda foi em 1981, e consolidou a posição de Deng Xiaoping, que fez a abertura econômica. Ambos os líderes governaram a nação comunista até morrerem.

A gestão de Xi Jinping promoveu políticas repressivas nas regiões de Xinjiang, Tibete e Hong Kong, além de outra abordagem nas relações internacionais, como a crescente pressão para anexar Taiwan.

A aprovação do documento se deu no fechamento da 6ª reunião do Pleno do Comitê Central do PCC. O grupo se encontra a cada cinco anos para definir suas lideranças.

-Publicidade-

“O partido e o povo lutaram durante um século, escrevendo a epopeia mais magnífica da história da nação chinesa em milênios”, informa a resolução adotada a portas fechadas. De acordo com um trecho do documento divulgado pela imprensa oficial chinesa, desde que Xi Jinping assumiu o comando do país, “o socialismo entrou em uma nova era”.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.