PIB da Espanha deve cair 10,9% em 2020, projeta a Comissão Europeia

A Comissão Europeia (CE) prevê que o PIB da Espanha tenha uma queda de 10,9% em 2020. Contração é consequência da pandemia.
-Publicidade-
Foto: jorono/ Pixabay
Foto: jorono/ Pixabay | PIB da Espanha

O PIB da Espanha deve ter a segunda maior queda dentre os países da União Europeia; pandemia do coronavírus afetou com força a economia espanhola

PIB da Espanha
Foto: jorono/ Pixabay

A Comissão Europeia (CE) prevê que o PIB da Espanha tenha uma queda de 10,9% em 2020. Essa previsão é pior do que a feita em maio. A entidade aponta que essa contração “sem precedentes” acontece por causa da pandemia do coronavírus.

-Publicidade-

“Na Espanha, o impacto do confinamento na primeira metade de 2020 será provavelmente pior do que o projetado anteriormente”, disse o comissário europeu de Economia, Paolo Gentiloni.

Ele também afirmou que embora as atividades se recuperem rapidamente com o levantamento das restrições, isso só compensará parte das perdas. Essa informação foi divulgada pela agência de notícias EFE.

A Espanha será o segundo país da União Europeia que mais teve a economia afetada pela pandemia só sendo superada pela Itália. O PIB italiano terá uma queda projetada de 11,2%. O PIB da França deve cair 10,6% e o da Alemanha deve sofrer uma queda de 6,3%.

Golpe no setor de serviços

A Comissão Europeia prevê que as medidas de distanciamento social e as mudanças de comportamento do consumidor vão00 ter efeito duradores no setor de serviço. Aqueles que necessitam de alguma forma de interação, como alimentação, hotelaria, entretenimento deverão sofrer impactos mais duradores.

No caso do turismo internacional, o impacto será agravado por uma menor disponibilidade de voos. Conforme já informado por Oeste, a União Europeia já reabriu as suas fronteiras internas para o turismo.

O setor industrial deverá se recuperar antes do de serviços. Essa recuperação, no entanto, não deve acontecer antes do final do ano, devido à baixa demanda global e os problemas nas cadeias de produção.

A CE espera que o consumo privado seja o primeiro a se recuperar, mas isso deve acontecer somente no próximo ano. As exportações e o turismo internacional devem ter um impacto negativo no PIB espanhol deste ano.

 

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.