-Publicidade-

Por mais transparência, UE propõe reforma da OMS

Países-membros têm de compartilhar rapidamente informações sobre emergências de saúde, o que não foi feito pela China no início da pandemia
Tedros: nenhum indivíduo está livre da covid-19 | Foto: DIVULGAÇÃO/OMS
Tedros: nenhum indivíduo está livre da covid-19 | Foto: DIVULGAÇÃO/OMS | tedros - oms- bolsonaro - indivíduo

Países-membros têm de compartilhar rapidamente informações sobre emergências de saúde, o que não foi feito pela China no início da pandemia

tedros - oms- bolsonaro - indivíduo
Donald Trump acusou a OMS de ter fortes laços com a China | Foto: Divulgação/OMS

A União Europeia (UE) propôs que a Organização Mundial da Saúde (OMS) seja reformada. A ideia do bloco econômico é dar mais transparência ao órgão, em razão da crítica de países à resposta inicial da OMS ao vírus chinês. O documento foi redigido pelo governo alemão, na segunda-feira 19, depois de conversas com integrantes da UE. E adverte a OMS a adotar medidas que aumentem a “transparência sobre o cumprimento das Regulações Internacionais de Saúde”.

Leia também: “OMS se posiciona contra a obrigatoriedade de vacina de covid-19”

Esses critérios exigem que os países-membros compartilhem rapidamente informações sobre emergências de saúde. O governo do presidente Donald Trump acusou a OMS de ter fortes laços com a China, sobretudo no início do surto de coronavírus. Conforme noticiou Oeste, o Partido Comunista ocultou informações sobre o potencial da covid-19. Dessa forma, deixou o Ocidente despreparado em relação à doença.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês