Presidente da Colômbia aciona Exército para conter protestos contra reforma tributária

Forças policiais ocuparão as principais capitais do país
-Publicidade-
Protestos violentos tomam as ruas da Colômbia
Protestos violentos tomam as ruas da Colômbia | Foto: Reprodução/Mídias Sociais

O presidente da Colômbia, Iván Duque, anunciou ontem, 1º de maio, a mobilização de militares nas ruas das principais cidades do país para conter protestos violentos contra a reforma tributária. De acordo com o governo, a assistência militar entrará em vigor nos centros urbanos considerados de alto risco para a segurança dos cidadãos.

“Quero alertar aqueles que, por meio da violência, do vandalismo e do terrorismo, buscam intimidar a sociedade e acreditam que com esse mecanismo vão dobrar as instituições”, advertiu Duque, antes de informar que, como comandante supremo das Forças Armadas, autorizou a presença militar nas cidades, em coordenação com prefeitos e governadores.

Incidentes entre policiais e manifestantes foram registrados no Dia do Trabalho, com saldo de mais de 330 oficiais feridos e 249 pessoas detidas sob a acusação de vandalismo. Cali é a fonte de maior tensão. A polícia confirmou que, desde o início da greve convocada por sindicatos e movimentos sociais, já ocorreram dez homicídios por causas não especificadas.

-Publicidade-

Leia também: “Colômbia pedirá prisão de 3 empresários da Odebrecht”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro