Presidente do Equador anuncia corte no salário da classe política

O dinheiro dos pagadores de impostos será utilizado para combater a pandemia de coronavírus
-Publicidade-
Presidente do Equador, Lenín Moreno | Foto: MARCO MIRANDA/ PRESIDENCIA DE LA REPÚBLICA DEL EQUADOR
Presidente do Equador, Lenín Moreno | Foto: MARCO MIRANDA/ PRESIDENCIA DE LA REPÚBLICA DEL EQUADOR

O dinheiro dos pagadores de impostos será utilizado para combater a pandemia de coronavírus

Presidente do Equador, Lenín Moreno | Foto: MARCO MIRANDA/ PRESIDENCIA DE LA REPÚBLICA DEL EQUADOR

Em razão da pandemia de coronavírus, que já matou 315 pessoas no Equador, o presidente Lenín Moreno garantiu no Twitter que integrantes da classe política terão seus rendimentos reduzidos pela metade.

-Publicidade-

“Decidi reduzir 50% da renda mensal do presidente, vice-presidente, ministros e vice-ministros. Da mesma forma, todas as funções do Estado farão isso”, escreveu ontem à tarde o chefe de Estado.

O dinheiro dos pagadores de impostos será utilizado, agora, em políticas públicas dirigidas para o combate à pandemia de coronavírus, que infectou 4.450 pessoas no Equador.

Por causa do isolamento social radical, muitos no país ainda não conseguiram velar os familiares mortos em razão da covid-19. O governo chegou a distribuir caixões de papelão à população.

A decisão de Moreno vem 17 dias depois de o presidente do Uruguai, Lacalle Pou, reduzir em 20% o próprio salário, bem como o de outros funcionários públicos do alto escalão do governo.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

2 comentários

  1. OS NOSSOS alem de não diminuir seus salários ainda não abrem mão do fundão eleitoral em um ano que nem sabemos se terá eleição, VIva essa Esbornia chamada Brasil!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro