Ração de insetos para aves e suínos é aprovada na UE

Bloco econômico quer diminuir dependência de soja e milho
-Publicidade-
Insetos, como larvas, podem ser implementados na ração animal | Foto: Fernando Sinimbu/Embrapa
Insetos, como larvas, podem ser implementados na ração animal | Foto: Fernando Sinimbu/Embrapa

A União Europeia (UE) aprovou o uso de proteínas animais processadas à base de insetos para produção de rações para aves e suínos. Segundo o bloco econômico, a autorização visa a criar uma “cadeia alimentar mais sustentável” e reduzir a dependência de matérias-primas essenciais, como soja e milho. A previsão é que a medida entre em vigor já em setembro.

Leia mais: “‘João Doria é hoje o maior desafio do produtor rural paulista’, diz Frederico d’Avila”

A produção de insetos para alimentação animal está crescendo rapidamente após a autorização da UE para uso na aquicultura em julho de 2017. Atualmente, a criação de peixes é o principal mercado de rações desse tipo. Já existem diversos projetos e iniciativas para a produção de rações a partir de insetos no mundo. A maior fazenda está localizada na França, e o local receberá investimento de US$ 425 milhões para se modernizar.

-Publicidade-

Leia também: “Brasil garante mais de 75% do suco de laranja comercializado no mundo”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro