Relatório aponta que três de cada quatro venezuelanos vivem na extrema pobreza

Entre 2019 e 2020, a pobreza aumentou mais de 90% no país governado pelo ditador Nicolás Maduro
-Publicidade-
O ditador da Venezuela, Nicolás Maduro, afundou ainda mais o país na pobreza
O ditador da Venezuela, Nicolás Maduro, afundou ainda mais o país na pobreza | Foto: Reprodução/Redes sociais

O desastre político, econômico e social imposto pelos governos chavistas na Venezuela foi retratado por uma pesquisa realizada pela Universidade Católica Andrés Bello (Ucab), que mostrou o tamanho do estrago. Segundo o relatório, três de cada quatro venezuelanos vivem hoje em condição de extrema pobreza.

O levantamento mostra ainda que quase 95% da população venezuelana é pobre. Mais de 76% dos cidadãos do país estão situados abaixo da linha da pobreza, tentando sobreviver com menos de US$ 1 por dia.

Leia mais: “General venezuelano pode revelar as entranhas da ditadura de Nicolás Maduro”

-Publicidade-

A pesquisa, divulgada anualmente, foi baseada em entrevistas com mais de 14 mil famílias venezuelanas entre fevereiro e abril deste ano. Segundo o levantamento, os índices de pobreza no país se agravaram durante a pandemia de covid-19.

Leia também: “Venezuela: trabalhadores da saúde coletam secretamente dados sobre a covid-19”

A Venezuela, que sofre com uma hiperinflação, está em seu oitavo ano consecutivo de recessão econômica. Entre 2019 e 2020, a pobreza no país aumentou mais de 90%, e a extrema pobreza, quase 70%.

Leia também: “Parte da oposição venezuelana desiste de boicotar as eleições”

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.