Tribunal britânico decide o destino do ouro venezuelano

O juiz Nigel Teare, do Tribunal Superior, decidiu que o ouro venezuelano que está no BoE deve ficar sobre a responsabilidade do governo de Guaidó
-Publicidade-
Foto: DIVULGAÇÃO/FLICKR
Foto: DIVULGAÇÃO/FLICKR | ouro venezuelano

O Tribunal Superior do Reino Unido decidiu que o governo de Juan Guaidó é o responsável pelo ouro venezuelano que está no BoE; medida é um duro revés para Maduro

ouro venezuelano
Foto: DIVULGAÇÃO/FLICKR

O juiz Nigel Teare, do Tribunal Superior do Reino Unido, decidiu que a administração do ouro venezuelano que está no Banco da Inglaterra (BoE) deve ficar sobre a responsabilidade do governo de Juan Guaidó.

-Publicidade-

Esse é um duro golpe contra o governo do ditador Nicolás Maduro. Ele esperava conseguir acesso a 31 toneladas de ouro, que valem cerca de US$ 1 bilhão.

O magistrado, em sua decisão, afirmou que o governo do Reino Unido reconhece “inequivocamente” a Juan Guaidó “como presidente interino constitucional” da Venezuela, como informa a agência de notícias EFE.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.