Trump vai punir a China por interferir em Hong Kong

Presidente dos EUA impôs sanções econômicas em razão da Lei de Segurança aprovada pelo Partido Comunista, que amplia os poderes do governo chinês
-Publicidade-
O presidente dos EUA, Donald Trump | Foto: JOYCE N. BOGHOSIAN/CASA BRANCA
O presidente dos EUA, Donald Trump | Foto: JOYCE N. BOGHOSIAN/CASA BRANCA | O presidente dos EUA, Donald Trump | Foto: JOYCE N. BOGHOSIAN/CASA BRANCA

Presidente dos EUA impôs sanções econômicas em razão da Lei de Segurança aprovada pelo Partido Comunista, que amplia os poderes do governo chinês

trump governo chinês
O presidente dos EUA, Donald Trump | Foto: JOYCE N. BOGHOSIAN/CASA BRANCA
-Publicidade-

O presidente Donald Trump anunciou ontem que vai aplicar novas sanções econômicas contra a China por ter violado a liberdade de Hong Kong. Além disso, deve encerrar o tratamento especial concedido ao território independente. Há duas semanas, o Partido Comunista aumentou seu poder, ao aprovar a polêmica Lei de Segurança Nacional.

“Assinei um decreto que põe fim ao tratamento especial dos EUA a Hong Kong. Agora, será tratada igual à China continental”, inclusive na imposição de sanções, afirmou Trump na Casa Branca. Segundo o presidente, muitas pessoas vão abandonar a região por causa da medida arbitrária. “Os Estados Unidos terão mais volume de negócios porque acabam de perder um grande competidor.”

A primeira ação do presidente republicano é um pacote de sanções contra bancos. Mas serão alvo apenas os envolvidos com as autoridades chinesas que o governo norte-americano identificar como responsáveis pela implementação da lei de segurança. Até o momento, as sanções dos EUA contra a China já atingem mais de US$ 350 bilhões em bens.

Leia também: “China inaugura ‘agência de repressão’ em Hong Kong”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 comentários

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.