Twitter derruba conta de médica que denunciou a China

Li-Meng Yan sustenta que o coronavírus foi criado em laboratório
-Publicidade-
Foto: REPRODUÇÃO/FOX NEWS
Foto: REPRODUÇÃO/FOX NEWS | Foto: REPRODUÇÃO/FOX NEWS

Li-Meng Yan sustenta que o coronavírus foi criado em laboratório

twitter
A médica e virologista Li-Meng Yan | Foto: REPRODUÇÃO/FOX NEWS

Na terça-feira 15, o Twitter suspendeu a conta da médica chinesa Li-Meng Yan, responsável por denunciar que o coronavírus foi fabricado em um laboratório de Wuhan, na China. O local supostamente é controlado pelo Partido Comunista daquele país. Na página de Li-Meng, uma mensagem informa que a conta “violou as regras do Twitter”. Conforme noticiou Oeste, a profissional de saúde argumenta que o governo chinês sabia antecipadamente do potencial de propagação do vírus, porém decidiu esconder os dados. Além disso, Li-Meng garante que vai publicar um artigo científico provando que a covid-19 é produzida por humanos.

-Publicidade-

Leia também: “Médica que acusou a China de criar a covid-19 reitera denúncia”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

5 comentários Ver comentários

  1. Desculpem o texto com palavras ininteligíveis ou errada a. Corretor sem.revisao , rsrs.
    * ninguém.pode colocar o dedo na ferida em relação a china?

  2. Penso que o Twitter age errado..primeiro , aguardar se a médica irá provar o que diz, inclusive , através de seu artigo é não censurar como fez. N9nguem por sai do poliicanwbto correto? No ti em.pide ficar dedo na ferida da China? Ante a asas redes sociais era livre e a lei já contempla possibilidade de alcançar quem se exceder em calúnias e tudo o mais. Há várias suspeitas quanto ao procedimento da China e se alguém co.o uma virologistas daquele país foge de lá e fala que vai provar suas acusações, o correto seria aguardar para ver se isto ocorre. Como ficará o twiter se a médica comprovar? Será acionada a empresa na justiça?

  3. Só não vê quem não quer , isso precisa ser provado com a máxima brevidade, a demora para formalizar a existência do vírus por parte da China e o baixo número de óbitos naquele país, não podem ser tratados como mero acaso.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.