Ucrânia: ataque cibernético derruba sites do governo

Páginas governamentais saíram do ar na noite da quinta-feira 13
-Publicidade-
Volodymyr Zelensky, presidente da Ucrânia
Volodymyr Zelensky, presidente da Ucrânia | Foto: Divulgação/ Flickr

A Ucrânia está vivendo dias de incerteza e caos. Em entrevista coletiva na quarta-feira 12,  a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) comunicou à imprensa internacional que está preocupada com a possibilidade de invasão da Rússia ao país vizinho e com a geração de novos conflitos armados na Europa. Para pior o “clima”, os sites do governo ucraniano sofreram um ataque cibernético em massa e saíram do ar na noite da quinta-feira 13.

Até a manhã desta sexta-feira, 14, os sites do Ministério das Relações Exteriores, do Gabinete de Ministros, da Política Agrária, do Conselho de Segurança e Defesa e do Ministério da Educação e Ciência ainda não estavam funcionando, segundo um comunicado feito à imprensa pelo Serviço de Segurança da Ucrânia.

-Publicidade-

Os autores do ataque deixaram uma mensagem dizendo para as pessoas “terem medo e esperarem o pior” e ameaçaram divulgar dados pessoais dos ucranianos disponíveis nos sites atacados. O texto aparece em três idiomas: ucraniano, polonês e russo.

Um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Ucrânia confirmou, em uma entrevista concedida ao portal Reuters, que é muito cedo para afirmar quem são os culpados do ataque, mas informou que a Rússia esteve por trás de ações semelhantes no passado.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.