União Europeia destinará € 1 bilhão em ajuda humanitária para afegãos

'Não deveriam pagar o preço das ações do Talibã', afirma dirigente do bloco
-Publicidade-
A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen
A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen | Foto: Divulgação/Redes Sociais

Com o objetivo de frear o colapso socioeconômico e humanitário no país, a União Europeia destinará € 1 bilhão (R$ 6,38 bilhões, na cotação atual) em ajuda para o Afeganistão.

“A Europa está assumindo a liderança do esforço global de solidariedade”, disse a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, nesta terça-feira 13. “O pacote de apoio afegão vale quase € 1 bilhão e é um investimento em segurança e estabilidade.”

Ursula destacou que o envolvimento do bloco com as autoridades afegãs está condicionado a questões claras, como as que dizem “respeito aos direitos humanos”. Contudo, a política afirmou que os habitantes do país não deveriam “pagar o preço das ações do Talibã”.

-Publicidade-

Leia também: “Talibã não vai colaborar com os EUA para conter grupos extremistas”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

  1. E mais. O talibã, vai reaver o dinheiro q perdeu com Trump (cuja política externa foi extraordinária), ao cortar a farra de dinheiro q Obama fez ao financiar grupos extremistas islâmicos sob a falácia de “ações contra o terrorismo fora do território americano”, uma falácia escandalosa.

  2. A União Europeia fazendo o joguinho q a China começou ao apoiar o talibã: arruinar a Europa e subjugar o continente inteiro em troca de ameaça terrorista.
    Ao invés da Europa reagir à horda de bárbaros medievais q tomou o Afeganistão, eles resolvem mandar 1 bilhão de euros para fortalecer o regime criminoso. Uma grana incalculável na mão de facínoras.
    Não me venham com essa de ingenuidade, o objetivo é financiar o q existe de pior no mundo e a UE está absolutamente consciente disso.
    O velho continente, berço de uma cultura valiosíssima, sucumbiu a comunoglobalismo.

    Só idiota não vê.

    1. O europeu tem raciocínio curto, gosta de jogar dinheiro fora, na hora que o bicho pega, a cavalaria norte-americana chega para resolver, agora parece que daqui em diante não mais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.