Vacina da Pfizer evita internações em 90% dos casos, mostra estudo

Ao todo, 3,4 milhões de registros nos Estados Unidos foram analisados pelos pesquisadores no período de nove meses
-Publicidade-
Os resultados ressaltam a importância de monitorar a eficácia da vacina da Pfizer ao longo do tempo
Os resultados ressaltam a importância de monitorar a eficácia da vacina da Pfizer ao longo do tempo | Foto: Luis Lima Jr/FotoArena/Estadão Conteúdo

Estudo publicado na revista científica The Lancet mostra que duas doses da vacina da Pfizer evitam hospitalizações pela covid-19 em 90% dos casos. Divulgada na segunda-feira 4, a pesquisa é uma das mais completas desde o início da pandemia.

O levantamento faz ressalvas: assim como outras vacinas, o imunizante da Pfizer registrou queda na proteção contra infecções pelo coronavírus ao longo do tempo, passando de 88% depois de um mês de aplicação das duas doses para 47% em seis meses.

O estudo

-Publicidade-

Para avaliar a eficácia da vacina, foram analisados 3,4 milhões de registros eletrônicos de saúde nos Estados Unidos. No período de estudo, de dezembro de 2020 a agosto deste ano, 5,4% (184 mil) dos pacientes contraíram covid-19. Entre os infectados, 6,6% (12,1 mil) foram internados. Durante a análise, a proporção de casos positivos atribuídos à variante Delta aumentou de 0,6% em abril de 2021 para quase 87% em julho de 2021, confirmando que a Delta se tornou a cepa dominante nos EUA.

“Nossos resultados ressaltam a importância de monitorar a eficácia da vacina ao longo do tempo e sugerem que doses de reforço podem, eventualmente, ser necessárias para restaurar os altos níveis de proteção observados no início do programa de vacinação. Esses fatores são especialmente importantes para ajudar a controlar a transmissão intensificada da variante Delta”, informaram os pesquisadores.

Leia também: “Em Nova Iorque, gigante da saúde demite 1,4 mil funcionários que recusaram a vacina anticovid”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

2 comentários Ver comentários

  1. A Revista Oeste a cada dia se parece mais aos globalistas da Globo, CNN, BBC, etc.
    Qualquer coisa que seja dita pela revista Lancet não tem credibilidade alguma. Só um perfeito incauto pode acreditar na revista Lancet.
    É engraçado que também em outros meios falam outra coisa e ainda com dados:
    https://www.naturalnews.com/2021-10-04-study-reveals-taking-vaccines-increases-hospitalization-risk.html
    A verdade é que você tem que ser uma pessoa que não da importância alguma a sua saúde para se deixar usar de cobaia por laboratório, ainda estrangeiro.
    Muito pior fazer politica, seja de esquerda ou de direita com vacinas experimentais. Ou seja, se é um incompetente da direita pega a picadinha da Pfizer, etc. se é um incompetente da esquerda pega a picadinha Sinovac, etc. A questão é que incompetente da direita ou da esquerda brigam entre si mas no final levam a picadinha!!
    Quão incompetente pode uma pessoa ser para cair nisso?
    Quão incompetente uma pessoa pode ser para ficar mais de um ano caminhando como zumbis com o dispositivo para dificultar a respiração?
    Quão lixo uma pessoa pode ser para ficar sem fazer nada quando seus filhos são obrigados a usar o dispositivo para dificultar a respiração como escravos e privados de educação?
    Podem se enfiar suas picadinhas e seus PASSAPORTES COVIDIOTA onda já sabem!
    Pobre ou morto mais LIVRE.

  2. Vamos fazer uma continha de 5′ série. Se 90% dos vacinados que pegaram o coronavirus não foram internados, em 2020 quando ainda não tinha vacina, 85% dos que pegaram coronavirus também não foram internados. Diferença de 5% entre vacinados e não vacinados.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.