Venezuela acusa Colômbia de ‘ataque a refinaria’

O ditador Nicolás Maduro disse que 'inimigos infiltrados' estão promovendo os ataques
-Publicidade-
O ditador Nicolás Maduro se encontrou com a direção oficial do Partido Socialista Unido da Venezuela
O ditador Nicolás Maduro se encontrou com a direção oficial do Partido Socialista Unido da Venezuela | Foto: Reprodução/Fotos Públicas

A Venezuela sofreu “um ataque terrorista” no Complexo de Refino de Paraguaná (CRP), no oeste do país, que foi controlado “graças a medidas de segurança”, segundo disse o ditador do país, Nicolás Maduro, na segunda-feira 23.

Em uma reunião com a direção oficial do Partido Socialista Unido da Venezuela, o ditador acusou o presidente da Colômbia, Iván Duque, de estar por trás dos “ataques recentes”, segundo a agência de notícias EFE.

“As refinarias estão sendo atacadas por inimigos infiltrados, inimigos ocultos, para prejudicar nossos complexos de refino, para prejudicar nosso povo, disse Maduro. “Por trás disso, estão os planos de Iván Duque, que é louco, ferido, com ódio purulento contra a Venezuela.”

-Publicidade-

Ontem, o ministro do Petróleo de Maduro, Tareck El Aissami, informou que um incêndio ocorrido na Refinaria de Cardón, que faz parte do CRP, não comprometeu “nenhuma das operações da refinaria”, que continuou com a “produção de combustível”.

No sábado 21, a Refinaria El Palito, no Estado central de Carabobo, também “recebeu um ataque ao seu sistema elétrico, um ataque terrorista”, disse Maduro. Além disso, o ditador assegurou que, recentemente, o Complexo Hidrelétrico de Guri, espinha dorsal do sistema elétrico venezuelano, “recebeu dois ataques ao seu sistema operacional”.

Em abril, Maduro já tinha acusado o presidente colombiano de ativar “planos” de infiltração de criminosos na fronteira compartilhada por ambas as nações, com o objetivo de “atacar” a força de segurança pública.

Leia também: “América vermelha”, reportagem publicada na edição 92 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

4 comentários Ver comentários

  1. Sempre inimigos externos sabotando o maravilhoso governo socialista. Se não fossem os estrangeiros a atrapalhar, a venezuela seria um paraíso… aham, agora conta a do papagaio, seu bigodudo nojento.

  2. Para o Maduro, não é necessária sequer uma evidência para corroborar o que fala. Basta ele ter um desafeto, e as palavras se tornam credíveis por si mesmas.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.