-Publicidade-

Doria pode ir à China negociar liberação de insumos da CoronaVac

Apesar de acordo com a empresa chinesa, as máquinas do Butantan estão paradas à espera de mais matéria-prima
João Doria
Governador de São Paulo, João Doria (PSDB) | Foto: Governo do Estado de São Paulo

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), pode viajar à China para negociar a liberação de insumos para a fabricação da Coronavac, vacina desenvolvida pela chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan.

A afirmação foi feita nesta quarta-feira, 20, pelo secretário de Saúde do Estado, Jean Gorinchteyn, em entrevista à rádio Bandeirantes.

Leia mais: “Diretor do Butantan critica Bolsonaro e defende a China”

Apesar de acordo com a empresa chinesa, desde domingo 17, as máquinas do Butantan estão paradas à espera de mais matéria-prima.

O instituto, ligado ao governo de São Paulo, já envasou 4,8 milhões de unidades da vacina. A expectativa é receber insumos para a produção de 10 milhões de doses até o fim do mês.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês