-Publicidade-

Mourão critica resposta da China a Eduardo Bolsonaro

Vice-presidente disse que a resposta da embaixada chinesa à postagem sobre 5G foi diplomaticamente errada

Vice-presidente disse que a resposta da embaixada chinesa à postagem sobre 5G foi diplomaticamente errada

Mourão
Vice-presidente Hamilton Mourão | Foto: Bruno Batista/ VPR

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, disse que, diplomaticamente, a embaixada da China no Brasil agiu errado ao usar as redes sociais para rebater uma postagem do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

Na segunda-feira, 23, o parlamentar afirmou que o governo brasileiro havia declarado apoio a uma “aliança global para um 5G seguro, sem espionagem da China”. Depois, apagou a postagem.

Leia mais: Aliado de Doria, David Uip é contra vacinação obrigatória

“Eu acho que, diplomaticamente, está errado isso aí. É a segunda vez que o embaixador chinês reage dessa forma. Dentro das convenções da diplomacia, o camarada se sentindo incomodado com qualquer coisa que tenha ocorrido no país, ou ele escreve uma carta para o ministro de Relações Exteriores ou ele vai ao Itamaraty e apresenta suas ponderações. E não via rede social, porque aí vira um carnaval esse negócio”, disse Mourão nesta sexta-feira, 27.

Mourão se une ao Ministério das Relações Exteriores que, na quarta-feira, 25, enviou uma comunicação oficial classificando a resposta chinesa de ofensiva a desrespeitosa.

Na nota divulgada nas redes sociais, a embaixada disse que as afirmações de Eduardo Bolsonaro são “infundadas” e “solapam” a relação entre os dois países.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês