-Publicidade-

A arrogância dos intelectuais e a sabedoria popular

À luz dos ensinamentos do pensador Thomas Sowell, Rodrigo Constantino nos lembra que "Intelectuais ignoram que há mais sabedoria na população em geral do que num indivíduo qualquer, por mais inteligente que ele seja"

Intelectuais sempre encontram bodes expiatórios para levar a culpa por seus fracassos

Estátua com o tema pensador | Fonte: Pixabay

“Se um engenheiro projetar uma ponte de forma equivocada, ela não fica de pé. Se um intelectual defender uma ideologia nefasta, ele sempre pode encontrar bodes expiatórios para transferir a responsabilidade pelos fracassos do experimento. ‘Deturparam Marx’, dizem os crentes insistentes a cada nova desgraça marxista”, analisa Rodrigo Constantino em sua coluna publicada na edição 27 da Revista Oeste.

À luz dos ensinamentos do pensador Thomas Sowell, o colunista discorre sobre as diferenças entre os intelectuais e a sociedade e nos lembra que os primeiros “ignoram que há mais sabedoria na população em geral do que num indivíduo qualquer, por mais inteligente que ele seja”.

 

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
Envie-nos a sua opinião, sugestão ou crítica! Fale conosco
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês