Abaixo-assinado da esquerda propõe quebrar o Brasil

De acordo com o documento redigido por centrais sindicais, taxar grandes fortunas é a solução para a crise econômica
-Publicidade-
Sindicatos em protesto | Foto: DIVULGAÇÃO/FLICKR
Sindicatos em protesto | Foto: DIVULGAÇÃO/FLICKR

De acordo com o documento redigido por centrais sindicais, taxar grandes fortunas é a solução para a crise econômica

Sindicatos em protesto | Foto: DIVULGAÇÃO/FLICKR

Na segunda-feira 13, centrais sindicais decidiram lançar a campanha “Taxar fortunas para salvar vidas”. A proposta autossugestiva, que volta e meia aparece para nos assombrar, já tem resposta: cobrar impostos dos mais ricos não ajudará o Brasil a equilibrar as contas do governo e/ou melhorar os serviços públicos oferecidos à população.

-Publicidade-

Isso se dá porque, caso posta em prática, a medida faria com que a parcela mais abastada da população simplesmente enviasse parte de seu patrimônio para o exterior, a fim de investir em países onde a taxação é menor ou simplesmente não ocorre. Resumindo: menos investimentos no Brasil, menos produção, menos empregos e, claro, menos arrecadação de tributos.

Segundo o texto assinado pelos chamados “movimentos sociais”, o Estado tem capacidade para aumentar ainda mais o investimento público. Todavia, o secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, estima o déficit (dívida) primário para este ano em R$ 600 bilhões em razão dos gastos com a pandemia do coronavírus. Uma hora a conta terá de ser paga.

O secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida | Foto: DIVULGAÇÃO/CNI

Mansueto salientou ontem, num webinar ao site Jota, que é preciso ter cuidado para que o governo não gaste além do necessário. Portanto, deve-se evitar transformar despesas temporárias em permanentes, como bem elucidou o economista Marcos Mendes, do Insper, em entrevista exclusiva a Oeste.

Noutro trecho do abaixo-assinado, a esquerda pede a taxação de lucros e dividendos das pessoas físicas detentoras de cotas e ações de empresas. Ora, há brasileiros de vários estratos sociais que possuem ações de alguma empresa. Logo, isso não se restringe apenas aos mais ricos, como se quer fazer acreditar.

Ademais, o texto propõe empréstimos compulsórios das empresas com patrimônio superior a R$ 1 bilhão. Em tese, tirar dinheiro do setor privado gera, a longo prazo, desemprego. O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), já se posicionou quanto ao tema: “Tirar renda do setor privado, hoje, pode acabar impactando o emprego”.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

11 comentários Ver comentários

  1. Ao invés de “taxar grandes fortunas”, “imprimir dinheiro”, e mais uma penca de asneiras propostas por esses hipocritas, poderiam encabeçar um movimento para que seus gurus devolvessem o produto do saque sistematizado ao Estado … tenho certeza que daria para sustentar os SUS, no mínimo, por umas três pandemias …

  2. Essas organizações criminosas vulgarmente denominadas de sindicatos não tem interesse em proteger o trabalhador e nem a sociedade; o que essas organizações criminosas querem é um estado gigante em que possam ter acesso ao dinheiro público para então eleger seus membros das organizações criminosas para o congresso assim poder roubar o dinheiro público.

  3. Estou lançando uma campanha agora. Brasileiros de bem, vamos para a porta dos quartéis! Não adianta ir pra Paulista, Atlântica, Praça da Liberdade, Farol da Barra, etc,etc. Temos que ir aos milhares e PACIFICAMENTE para a porta dos quartéis e pedir aos senhores generais que livrem o Brasil dessa corja.

    1. Ao invés de “taxar grandes fortunas”, “imprimir dinheiro”, e mais uma penca de asneiras propostas por esses hipocritas, poderiam encabeçar um movimento para que seus gurus devolvessem o produto do saque sistematizado ao Estado … tenho certeza que daria para sustentar os SUS, no mínimo, por umas três pandemias …

    2. Opa, pega leve. Rico tem q pagar mais imposto mesmo,q aliás é assim na maioria dos países. A esquerda como sempre usa da retifica e hipocrisia, Lula quer taxação? Dilma quis?

  4. Está mais do que na hora de dar um basta nessa esquerda. Vamos reviver 64 , primeiro com a marcha da família com Deus e pela liberdade e depois com as Forças Armadas caçando comunistas com o respaldo do saudoso CCC.

  5. Todos os meus filhos já moram na América há algum tempo. Gero empregos aqui, e me sinto culpado, como empresário, de um dia ter caído no conto do vigário votando em Lula/FHC. Obrigo-me a permanecer, e desde 2.013 nas RUAS venho corrigindo meu erro. Haveremos de reconquistar está linda NAÇÃO.

  6. Todos os meus filhos já moram na América há algum tempo. Gero empregos aqui, e me sinto culpado, como empresário, de um dia ter caído no conto do vigário votando em Lula/FHC. Obrigo-me a permanecer, e desde 2.013 nas RUAS venho corrigindo meu erro. Haveremos de reconquistar está linda NAÇÃO.

    1. Essas Centrais Sindicais já não tinham sido e enterradas? Eles são iguais ao vírus chinês, qdo pensamos que tinham acabado vem a segunda onda. A hidroxicloroquina desse vírus é a Democracia.

  7. Sempre ignorantes e demagogos, incapazes de propor algo novo. Espero que o Brasil nunca mais caia na esparrela de dar poder a estes chupins.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.