Alcolumbre usou avião da FAB para apoiar irmão

Presidente do Senado percorreu 14 vezes, em aviões da Aeronáutica, os 1.792 quilômetros que separam Brasília de Macapá
-Publicidade-

Presidente do Senado percorreu 14 vezes, em aviões da Aeronáutica, os 1.792 quilômetros que separam Brasília de Macapá

Davi Alcolumbre
Davi Alcolumbre e irmão, Josiel | Foto: Reprodução/Redes Sociais
-Publicidade-

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), usou aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) para apoiar a campanha eleitoral de seu irmão Josiel, candidato à prefeitura de Macapá. Apesar do esforço do senador, Josiel perdeu a eleição no domingo passado, para Dr. Furlan (Cidadania).

O jornal O Estado de S. Paulo apurou que entre os dias 9 de outubro e 18 de dezembro, Alcolumbre percorreu 14 vezes, em aviões da Aeronáutica, os 1.792 quilômetros que separam Brasília de Macapá.

Leia mais: “Cármen dá 5 dias para governo explicar ‘desmatamento'”

Registros dos voos oficiais indicam que as viagens eram sempre feitas na companhia de seguranças do Senado. Em setembro, período da pré-campanha, Alcolumbre não realizou nenhuma viagem ao Amapá, seu Estado natal, utilizando aviões da FAB.

Josiel havia largado bem nas pesquisas, mas viu a candidatura ruir após a explosão de transformadores que deixaram o Amapá às escuras por mais de duas semanas, em novembro.

Com o prolongamento do apagão e a queda de Josiel nas pesquisas, as viagens de Alcolumbre com aviões da FAB se tornaram mais frequentes. Os deslocamentos ocorreram principalmente em meados de novembro, quando seu irmão intensificou a campanha de rua, apesar da pandemia.

Regras

As regras da Aeronáutica não permitem que aviões da FAB sejam usados para fins particulares. No dia 6 de março, o presidente Jair Bolsonaro publicou um decreto que alterou normas de transporte de autoridades nessas aeronaves. Agora são exigidas justificativas e comprovações que atestem a necessidade do uso dos aviões, autorizado em três situações: emergência médica, motivo de segurança e viagem a serviço.

A medida foi tomada por Bolsonaro após pressão de seus apoiadores. Em janeiro, o presidente demitiu José Vicente Santini do cargo de secretário executivo da Casa Civil por utilizar um avião da FAB em viagem ao exterior. Santini ocupava interinamente a chefia da Casa Civil.

O Estadão procurou Alcolumbre, mas não obteve resposta até a conclusão desta edição.

Com informações do Estadão Conteúdo

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

7 comentários

  1. Ao fiel te revelas fiel,
    ao irrepreensível te revelas irrepreensível, ao puro te revelas puro,
    mas com o perverso reages à altura.
    Salmos 18:25-26

  2. A FAB sempre nos usou! Um Alcoolumbre ñ usaria? As FFAA têm q nos explicar, pq a esquerda Deles é tão cruel.
    As últimas esperanças ñ podem se esvair, justamente das FFAA.
    Que os restantes defendam nossas honras!
    OU FICAR NA PÁTRIA LIVRE, OU MORRER PELO BRASIL.
    A nossa INDEPENDENCIA se aproxima!!!

  3. Essa república é uma zona, uma farra só custeada com o dinheiro do povo brasileiro. Enquanto existir otário, existirão os Alcolumbres.

  4. Saiu Renan, entrou Batoré. Ou seja, trocaram o seis pela meia dúzia. Enquanto não pegar uns vinte graúdos e botar na cadeia (sem “stf”pra soltar), a bandalheira vai continuar.

    1. Em 2 meses esta mamata acaba. Esse Severino cavalcante do AP, só sabe encher sua caixa d’água!!
      Do resto nada entende, por isto cumpanhero de Maia, formando uma das duplas mais pernosticas q atravancaram o desenvolvimento do país. Independência do congresso, bandeira de Botafogo e Batore, é mote para nos foder. Vagabundos e idiotas, sentirão na pele o que é representar ORCRIMS, tendo menos de 70 mil votos.
      Jamais retornarão p nos atrapalhar.
      E de sobra a estratégia do poder CENTRAL é excepcional. Manter a casa de mãe Joana, aquele puteiro chamado casas legislativas, num marasmo até que essas porcarias sejam afastadas.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.