Alesp adia votação de urgência para criar a CPI da Prevent Senior

Sessão não atingiu quórum mínimo de 48 parlamentares
-Publicidade-
Assembleia Legislativa de São Paulo
Assembleia Legislativa de São Paulo | Reprodução: Flickr

A Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) adiou novamente nesta quarta-feira, 20, a instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da operadora de Saúde Prevent Senior por falta de quórum. Grande parte da bancada que apoia o governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB), não compareceu ao plenário e era necessário o quórum de 48 parlamentares.

A sessão foi encerrada sem apreciar o requerimento de urgência do deputado estadual Paulo Fiorilo (PT). Os interessados na abertura da CPI até conseguiram reunir assinaturas e apoio do governador, mas perderam força devido à dificuldade de tramitar novas comissões neste semestre. 

O número máximo de comissões permitidas pelo regimento interno da Alesp são cinco e, como esse teto já foi alcançado, seria necessário a aprovação de uma sexta, em caráter emergencial.

-Publicidade-

Leia também: ”Caso Prevent: Ministério Público de SP pede fim do kit covid”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

  1. O contrato com o Ivan Lins, Fafa de Belem e Anitta terá que ser cancelado. Iriam fazer a festa da abertura da CPI da Prevent, com mortes de covid ao vivo na ALESP, inclusive com as ilustres presenças do grande Lula da Silva e João Vacinador.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.