ANS: teste de antígeno terá cobertura obrigatória por planos de saúde

Diretriz recomenda utilização do teste de antígeno apenas por quem tiver entre o primeiro e o sétimo dia de sintomas da doença
-Publicidade-
Teste rápido SWAB Nasal para detecção de covid-19 | Foto: Myke Sena/MS
Teste rápido SWAB Nasal para detecção de covid-19 | Foto: Myke Sena/MS

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) aprovou nesta quarta-feira, 19, a inclusão do exame teste rápido de antígeno para a detecção da covid-19 no rol de coberturas obrigatórias para beneficiários de planos de saúde.

A previsão é que o procedimento seja publicado na edição desta quinta-feira do Diário Oficial da União. A partir de então, a cobertura passa a ser imediata.

-Publicidade-

O teste será bancado para os beneficiários de planos de saúde com segmentação ambulatorial, hospitalar ou referência e será feito nos casos em que houver indicação médica.

O exame será coberto para pacientes com Síndrome Gripal (SG) ou Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), quando os sintomas estiverem na janela ótima de utilização, ou seja, entre o 1° e o 7° dia de início dos sintomas.

Para a avaliação da decisão, a ANS considerou o contexto atual, que conta com a circulação e rápido crescimento de casos relacionados à nova variante, Ômicron.

“Neste momento, compreendemos que a inclusão do teste rápido para detecção de antígeno pode ser realmente útil, tendo em vista que os testes rápidos são mais acessíveis e fornecem resultados mais rapidamente que o RT-PCR, por exemplo”, avaliou o diretor-presidente da ANS, Paulo Rebello.

A agência orienta que o beneficiário consulte a operadora do seu plano de saúde para informações sobre o local mais adequado para a realização do exame ou para esclarecimento de dúvidas sobre diagnóstico ou tratamento da doença.

A ANS esclarece ainda que a cobertura do tratamento aos pacientes diagnosticados com a covid-19 já é assegurada aos beneficiários de planos de saúde, de acordo com a segmentação de seus planos.

O rol de cobertura obrigatória inclui ainda, entre os exames de detecção da covid, os testes sorológicos por pesquisa de anticorpos IGG ou anticorpos totais.

A ANS ressalta que, uma vez que o conhecimento da infecção pelo vírus “ainda está em processo de consolidação, à medida que novas evidências forem disponibilizadas, a tecnologia e sua diretriz poderão ser revistas, a qualquer tempo”.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

  1. No início do mês de fevereiro de 2020, passaram agentes de saúde do posto de saúde mais próximo de minha residência e me aplicaram a vacina para gripe comum, essa que todos tomam todo ano. Daí em diante passei todo o ano de 2020, 2021 e agora estamos próximos de fevereiro de 2022 e não tive nenhuma manifestação de absolutamente nada, como dizem por aqui “estive igual a um coco” todo esse tempo. Como posso saber se estou ou não com covid? Por quais cargas d’água eu farei esse teste se não tenho sintomas, só para saber se estou positivo ou não? De que isso irá adiantar, já que a tal vacina experimental não faz com que eu fique negativo? É para jogar dinheiro fora ou no bolso de algum magnata? No meu entendimento, essa pandemia é apenas uma colossal forma de transferência de renda, só isso.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.