Anvisa libera a vacina da Pfizer para adolescentes a partir de 12 anos

O governo federal adquiriu 200 milhões de doses do imunizante
-Publicidade-
Estudos mostram que a vacina tem 91,3% após seis meses da aplicação da segunda dose
Estudos mostram que a vacina tem 91,3% após seis meses da aplicação da segunda dose | Foto: Kevin David/Estadão Conteúdo

O imunizante da Pfizer pode ser aplicado em adolescentes a partir de 12 anos. É o que decidiu a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), na quinta-feira 10. O Ministério da Saúde, por ora, inclui apenas maiores de 18 anos no plano de imunização contra a covid-19. Conforme a Anvisa, a vacina indicou “segurança e eficácia para esse grupo”.

Recentemente, a Anvisa atendeu a um pedido da farmacêutica e flexibilizou regras de armazenamento do imunizante, o que permitiu sua aplicação fora das capitais brasileiras. O governo brasileiro comprou 200 milhões de doses do produto. Mais 2,4 milhões devem ser entregues até o final desta semana, totalizando 5,8 milhões de unidades.

-Publicidade-

Leia também: “A supervacina”, reportagem publicada na Edição 39 da Revista Oeste

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site