Revista Oeste - Eleições 2022

Após acusações de assédio, Pedro Guimarães pede demissão da Caixa

Ex-presidente do banco formalizou desligamento nesta quarta-feira ao presidente Bolsonaro
-Publicidade-
Guimarães deixa a Caixa depois de acusações de assédio | Foto: Marcello Casal Jr - Agência Brasil
Guimarães deixa a Caixa depois de acusações de assédio | Foto: Marcello Casal Jr - Agência Brasil

Pedro Guimarães entregou ao presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), uma carta com pedido de demissão da Caixa Econômica Federal na tarde desta quarta-feira, 29.

A saída de Guimarães ocorre depois de funcionárias do banco público relatarem supostos episódios de assédio sexual do, agora, ex-presidente em diversas ocasiões.

O senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) afirmou ao jornal O Estado de S. Paulo que Guimarães já havia sido avisado que o presidente Bolsonaro desejava a renúncia depois das acusações. A intenção é não permitir que associem Guimarães a Bolsonaro em um ano eleitoral.

-Publicidade-

Ao menos cinco funcionárias da Caixa acusam Pedro Guimarães de assédio sexual, conforme reportagem publicada na  terça-feira pelo jornal Metrópoles. Segundo a publicação, as mulheres relatam toques íntimos não autorizados, abordagens inadequadas e convites incompatíveis com a relação profissional. Uma apuração sobre o episódio foi aberta na Procuradoria da República no Distrito Federal, e o caso tramita sob sigilo.

Pedro Guimarães era um dos principais nomes do governo Bolsonaro. Ele, inclusive, cogitou sair candidato ao Poder Legislativo nas eleições deste ano.

Em carta, Pedro Guimarães diz que acusações são falsas

“À população brasileira e, em especial, aos colaboradores e clientes da CAIXA:

A partir de uma avalanche de notícias e informações equivocadas, minha esposa, meus dois filhos, meu casamento de 18 anos e eu fomos atingidos por diversas acusações feitas antes que se possa contrapor um mínimo de argumentos de defesa. É uma situação cruel, injusta, desigual e que será corrigida na hora certa com a força da verdade.

Foi indicada a existência de um inquérito sigiloso instaurado no Ministério Público Federal, objetivando apurar denúncias de casos de assédio sexual, no qual eu seria supostamente investigado. Diante do conteúdo das acusações pessoais, graves e que atingem diretamente a minha imagem, além da de minha família, venho a público me manifestar.

Ao longo dos últimos anos, desde a assunção da Presidência da CAIXA, tenho me dedicado ao desenvolvimento de um trabalho de gestão que prima pela garantia da igualdade de gêneros, tendo como um de seus principais pilares o reconhecimento da relevância da liderança feminina em todos os níveis da empresa, buscando o desenvolvimento de relações respeitosas no ambiente de trabalho e por meio de meritocracia. 

Como resultados diretos, além das muitas premiações recebidas, a CAIXA foi certificada na 6ª edição do Programa Pró-Equidade de Gênero e Raça, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), além também de ter recebido o selo de Melhor Empresa para Trabalhar em 2021 – Great Place To Work®️, por exigir de seus agentes e colaboradores, em todos os níveis, a observância dos pilares Credibilidade, Respeito, Imparcialidade e Orgulho.

Essas são apenas algumas das importantes conquistas realizadas nesse trabalho, sempre pautado pela visão do respeito, da igualdade, da regularidade e da meritocracia, buscando oferecer o melhor resultado para a sociedade brasileira em todas as nossas atividades.

Na atuação como Presidente da CAIXA, sempre me empenhei no combate a toda forma de assédio, repelindo toda e qualquer forma de violência, em quaisquer de suas possíveis configurações. A ascensão profissional sempre decorre, em minha forma de ver, da capacidade e do merecimento, e nunca como qualquer possibilidade de troca de favores ou de pagamento por qualquer vantagem que possa ser oferecida.

As acusações noticiadas não são verdadeiras! Repito: as acusações não são verdadeiras e não refletem a minha postura profissional e nem pessoal. Tenho a plena certeza de que estas acusações não se sustentarão ao passar por uma avaliação técnica e isenta.

Todavia, não posso prejudicar a instituição ou o governo sendo um alvo para o rancor político em um ano eleitoral. Se foi o propósito de colaborar que me fez aceitar o honroso desafio de presidir com integridade absoluta a CAIXA, é com o mesmo propósito de colaboração que tenho de me afastar neste momento para não esmorecer o acervo de realizações que não pertence a mim pessoalmente, pertence a toda a equipe que valorosamente pertence à CAIXA e também ao apoio de todos as horas que sempre recebi do Senhor Presidente da República, Jair Bolsonaro.

Junto-me à minha família para me defender das perversidades lançadas contra mim, com o coração tranquilo daqueles que não temem o que não fizeram. Por fim, registro a minha confiança de que a verdade prevalecerá.”

Pedro Guimarães”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

48 comentários Ver comentários

  1. Até prova em contrário, Pedro Guimarães é apenas um grande presidente que a Caixa está perdendo. Por uma oposição ao presidente Bolsonaro – quase assassinado dias antes de se eleger – que direcionou todo o seu esforço num forte combate à corrupção e tradicionais privilégios. Por que estas acusações ao presidente da Caixa não aconteceram em 2020 ou 2021? Estranho, não?

  2. alguém viu Bolsonaro defender o Pedro Guimarães??????
    até ele sabe que não tem como rebater o testemunho de 5 mulheres e 3 ex- conselheiros da CEF.
    sem falar que já começou a aparecer os podres do passado: o assediador já fez acordo antes em outro caso de assédio para não ser processado.

  3. Anos antes de ser investigado por assédio sexual na Caixa pelo Ministério Público Federal, Pedro Guimarães teria celebrado acordo extrajudicial para encerrar denúncia sobre sua conduta na época em que era sócio do banco Brasil Plural (hoje Genial).

    O caso foi relatado à coluna por pessoas que trabalharam com o executivo no passado. Uma das fontes afirma que o acordo envolveu o pagamento de centenas de milhares de reais à vítima para encerrar o caso.
    Não estão claros, porém, os detalhes da denúncia, nem se o caso chegou a ser reportado a autoridades policiais ou à Justiça.
    Guimarães ficou no Brasil Plural de 2011 a 2018, período em que, segundo relato de funcionários, protagonizou outros casos de assédio. Antes, como noticiado ontem, o executivo passou por bancos como BTG e Santander, onde sua conduta também levou a queixas de assédio.
    fonte: O Globo

  4. Na minha humilde opinião, esse ano é o mais importante para essa nação, somos maioria pessoas de bem, cristãos e patriotas, portanto, quando se junta essa mídia maldita+esquerdopatas abutres+STF+Randolfes da vida, eu fico com muita dúvida e esperarei o fim disso tudo. Que no final realmente não seja verdade essas acusações.

    1. Comando da Caixa sabia de assédio e acobertou casos até com promoções, dizem ex-dirigentes. Os primeiros casos chegaram aos canais de denúncia do banco ainda em 2019, quando Pedro Guimarães assumiu a presidência.

      1. Então tá. A CEF ainda aparelhada não conseguiu enxergar malas de dinheiro saindo pela porta da frente, vai conseguir pegar beliscoezinhos no bumbum?

  5. É muito difícil q 5 mulheres da Caixa estejam em conluio para derrubá-lo. Achei tudo muito estranho, pois apesar de ter família e tudo o mais, eu considerava ele com o pé um pouquinho do outro lado devido à voz e jeito em geral. Eu então estava errado e parece q o cara era um gavião sem controle. É aquilo, todos nós precisamos entender os novos tempos….

  6. LAMENTAVELMENTE, UMA REGRA FUNDAMENTAL PARA A CONCRETIZAÇÃO DO ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO ESTÁ SENDO VIOLADA, SEJA POR IGNORÂNCIA, SEJA POR MÁ FÉ MESMO! NUNCA SE DEVE ESQUECER DA PRESUNÇÃO DE INOCÊNCIA, APLICÁVEL A QUALQUER CIDADÃO OU CIDADÃ! TODAVIA, O QUE SE TEM VISTO É EXATAMENTE A PRESUNÇÃO DE CULPA, ANTES DO OFERECIMENTO DE QUALQUER DENÚNCIA E APRESENTAÇÃO DE AMPLA DEFESA! A REPUTAÇÃO DE ALGUÉM É DESTRUÍDA POR CRIATURAS QUE SEQUER CONSEGUEM SE MANIFESTAR CORRETAMENTE NO VERNÁCULO, MAS SÃO EXÍMIOS ATIRADORES DE PEDRAS, IGNORANDO O ENSINAMENTO DO CRISTO!

  7. Esse Pedro vagabundo, pseudo, ética, moral, família e muita putaria com as filhas alheias, com a filha de Pedro Guimarães, ele mete bala, ou seja, mata e os cambiais, vagabundagem, Baba ovo, vá mexer a sua bumba nos tribunais. Quem defende assediador sexual, deveria ter algum parente, e se fosse a filha dos defensores, aí quero ver , com as filhas e mulheres alheias pode, isso é muito nojento e mostra o tipo de eleitor que Bolsonoro possuem, defende assassinato dos PFR, dos indianista e do jornalista e de corrupção no MEC e contrabandista , grande comentarista, uma escória, a cadeia aguarda todos esses.

    1. Vai terminar o primario e aprender a escrever mortadela analfabeto. Cade as provas do assedio? Se comprovado sera punido, mas ta parecendo outro caso johnny depp.

      1. testemunho de 5 mulheres e confirmado por 3 ex-conselheiros da CEF.
        não é suficiente?

      2. testemunho de 5 mulheres e confirmação de ex-conselheiros da CEF.
        o que mais vc quer?

    1. vc insistem em justificar as idiotices de Bolsonaro e seus asseclas com o Lula: deve ser deficit de neuronios…vc está simplesmente dizendo que o Bolsonaro é igual ao Lula que vc detesta. não percebe a falta de lógica do seu argumento?

  8. Já tomei uma providência, cada vez que pretendo fazer sexo, vou no cartório registro minha intenção e peço um de acordo da minha esposa. No escritório cada vez que vou falar com minha secretária, peço que ela autorize para uma câmera que possa olhar para ela enquanto falamos.

  9. os inocentes do Bolsonaro: ministro do laranjal, ministro da educação nazista, ministro da educação que dançava com guarda-chuva e fugiu com medo da prisão por atacar o STF, chefe da secos que contratava empresa da esposa, ministro do meio ambiente que além de passar a boiada estava metido em contrabando de madeira, 4 ministros da saúde sendo Pazzuello envolvido em contrato com sobre-preço de 1000% que está sob sigilo de 100 anos, ministro da educação envolvido em venda de influência a peso de ouro, e agora um presidente de estatal assediador.

    1. Tá com tempo em Richard… não perde uma oportunidade de ficar aqui criticando o governo do Bolsonaro, fico imaginando quantas criticas você deve ter feito durante os anos de corrupção e desmandos do PT, do homem mais honesto das galáxias então… Inclusive acho bom você ler a da Revista Oeste com mais atenção e bem menos desvio ideológico, uma vez que todas as tuas afirmativa feitas no comentário foram devidamente desmentidas por reportagens da revista.

      1. Daniel, eu te responde se vc me der uma boa justificativa para Bolsonaro ter colocado sigilo de 100 anos no contrato de compra de vacinas no valor de 1,4 bilhões…topa o desafio? aproveita e diz também porque tem sigilo nas reuniões dele com os pastores que cobravam em barras de ouro….aguardo sua resposta.

      1. Remi, então diga porque os citados no meu comentário deixaram o governo.
        vc consegue?

      2. Richard, todo esquerdista imbecilóide não está preocupado com a verdade ele quer lacrar. As vezes a verdade leva algum tempo pra vir a tona, pra não constranger um Governo HONESTO, decidem sair para evitar esse constrangimento. Tá dura a vida dos mortadelas, não encontram corrupção no Governo Bolsonaro e ficam igual mosca na merda, procurando qualquer asneira para se sentirem felizes.

    2. Richard petralha mortadela imbecil, mesmo q todas essas mentiras q vc escreveu fossem verdades nao chega a 1% dos bilhões roubados por vcs petralhas. Pega o dedo q falta do molusco ladrao, enfia no rabo e rasga , defensor de bandido corrupto

      1. Luiz, te faço o mesmo desafio acima: diga porque todas as pessoas que citei sairam do governo? quais foram os motivos?
        pelo seu comentário vc é daqueles que defende que esse governo pode roubar, desde que seja menos que os do PT….mas aí como fica aquela conversa de dar tiro na cabeça de ladrão de celular? se aplica aos que estão roubando nesse governo?

  10. Fez um excelente trabalho na Caixa. A insegurança espalhada pelo país e o politicamente correto, faz com que não acreditemos em mais nada. Eu não acredito.

    1. assediar é coisa de politicamente correto? um comentário desses vindo de uma mulher é a maior prova que bolsonaristas são misóginos independente do sexo.

      1. E complemento, não vou passar pano pra ninguém, tem misóginos e homofóbicos de todo lado. Quem não se lembra das frases do Lula sobre as mulheres do grilo duro, ou sobre Pelotas ser polo exportador de viado? Ou o Ciro espancando sua esposa, ou Renan Calheiros e sua amante etc…
        A maior prova que nessa política do Brasil, não se salva um.

      2. Nao richard idiota, o que e do politicamente correto sao mulheres mimizentas querendo aparecer e fazendo falsas acusacoes de assedio

  11. O Renan Calheiros quase comeu com os olhos e sabe lá o que a “medica” cantora, auto-intitulada Lioness, naquela CPI do circo e tanto os senadores quanto a imprensa acharam legal o assédio. Uma jornalista até deu incentivo “FORÇA RENAN”.

  12. Em princípio dou o benefício da dúvida pois ele pode ser inocente mas se não o for que seja punido. Independente da acusação me parece que foi um ótimo presidente da CEF.

    1. A questão é que a IMPREN$A e a mídia LIXOS julga, condena e destroi a reputação das pessoas. Foi assim na pandemia com os médicos e acostumaram-se com essa prática perversa! Tomara que seja um caso como o Johnny Depp e no final o Pedro Guimarães possa voltar e processar todos esses canalhas!

      1. médicos que receitaram remédio inútil?
        tinham que ter sido presos, isso sim.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.