Após presidência, Alcolumbre pode ficar com a CCJ

Arranjo tenta possibilitar a ex-presidente do Senado a continuidade no exercício de cargo de expressão no Congresso
-Publicidade-
Davi Alcolumbre é cumprimentado ao deixar a presidência do Senado
Davi Alcolumbre é cumprimentado ao deixar a presidência do Senado | Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

O novo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), confirmou nesta terça-feira, 2, que o ex-presidente da Casa Davi Alcolumbre (DEM-AP) pode presidir a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), uma das mais importantes da Casa.

O arranjo tenta possibilitar a Alcolumbre a continuidade no exercício de cargo de expressão no Congresso, sem voltar para o chamado “baixo clero”.

Leia mais: “O novo Congresso”, em edição extra da Revista Oeste

-Publicidade-

“Há uma possibilidade de que o presidente Davi seja o presidente da CCJ, mas a gente ainda vai discutir com os líderes”, disse Pacheco à entrada do plenário.

Atualmente, a CCJ é conduzida por Simone Tebet (MDB-MS), a principal adversária de Pacheco na disputa pela presidência do Senado.

Nesta terça-feira, os senadores vão definir os outros integrantes da Mesa Diretora da Casa.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.