Autor de ação contra Moro é favorável à soltura de Lula

Segundo o procurador Emanuel de Melo, o petista foi vítima de perseguição política
-Publicidade-
Para procurador, Lula foi vítima de perseguição política
Para procurador, Lula foi vítima de perseguição política | Foto: Divulgação/Assembleia Legislativa de São Paulo

O procurador Emanuel de Melo Ferreira, um dos autores da ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público Federal (MPF) de Mossoró, no Rio Grande do Norte, contra o ex-juiz Sergio Moro, manifesta-se abertamente sobre assuntos políticos nas mídias sociais. Em 2019, por exemplo, ele compartilhou no Facebook uma publicação do jornal Folha de S.Paulo que noticiava um suposto espanto de juristas internacionais com a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Na ocasião, Melo disse concordar com a tese de que o petista não fora julgado, mas vítima de perseguição política.

A publicação original foi apagada, mas refeita em 9 de março de 2021. “Há mais de um ano fiz essa postagem”, explicou. “Fui muito criticado e tachado de ‘militante’, típica argumentação autoritária. Gilmar Mendes acaba de citar esse texto [veiculado na Folha de S.Paulo] dos professores estrangeiros e reconhecer, como eu fizera, a suspeição de Sergio Moro.” Em seu perfil, Melo também se qualifica como “antifa”, um movimento de esquerda que diz combater o fascismo.

Nesta quarta-feira, 1º de setembro, a deputada estadual Janaina Paschoal (PSL-SP) criticou a atitude do MPF. “É assustador ler a ação”, escreveu. “Os autores defendem a democracia militante, mas pedem cuidado para não usá-la contra a esquerda.”

-Publicidade-

De acordo com a ação, Moro teria atuado de maneira parcial e inquisitiva, influenciando indevidamente as eleições presidenciais de 2018. O ex-ministro ainda é acusado de provocar o surgimento de movimentos com “traços fascistas”. Segundo a deputada, a tese dos autores não faz sentido. “Incrivelmente, apontam como uma dessas finalidades a própria eleição de Bolsonaro, sabidamente impensável quando a Lava Jato começou”, argumentou.

A procuradora e professora de Processo Penal Thaméa Danelon, ex-coordenadora da força-tarefa da Operação Lava Jato em São Paulo, também avaliou de modo negativo a atuação do MPF de Mossoró. “É um absurdo”, criticou em live publicada no Instagram. “Segundo os autores, quem causa danos morais coletivos não é a corrupção, o desvio de verba pública, tal como ex-presidente Lula praticou, mas os procuradores que atuam no combate à corrupção.”

Thaméa ainda argumenta que as preferências ideológicas não podem guiar a conduta dos servidores públicos. “Eu sou conservadora, de direita, mas não posso processar pessoas de esquerda sem que haja provas”, explicou. “Uma coisa é ideologia política, outra coisa é cumprir a Constituição Federal de 1988 e as leis brasileiras, de maneira a honrar os juramentos que foram prestados no momento de posse.”

Leia também: “Imagens mostram praia do CE ‘interditada’ para Lula e Janja”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

17 comentários

    1. O grande Moro não conseguiu sustentar a prisão do maior ladrão do Brasil, não deu certo como ministro (traíra) e agora vai perder um processo 🤣😅😄🐁. Queria ser presidente 😁😃😂🐁

  1. Cada dia que passa eu me convenço que esse pais precisa com urgencia uma intervençao militar ou essa esquerda asqueroça vai destruir nosso pais amado

  2. Uma daquelas provas irrefutáveis que de que a “Justiça” não é isenta e que tenta proteger os seus patronos, ídolos, donos ou outros, como queiram chamar, que ao fim e ao cabo, mostram que está contaminada e muito com teses políticas e que fazem o possível para outras, antagônicas ou ao menos não convergentes, tenham voz e vez.

  3. Ver um procurador federal esticar de forma abjeta uma tese jurídica a favor de um bandido como o molusco cachaceiro
    E, de arrepiar e nos deixar sem esperança no judiciário aparelhado…este promotor sofre de demência intelectual…no mínimo…

  4. Senhor Procurador, o senhor tem tutano então para sustentar uma ação contra Marcelo Odebrecht e Léo Pinheiro que em depoimento afirmaram terem dado propinas em diversas formas diretas e indiretas ao Lula? O que o senhor vai fazer com os e-mails detalhando a configuração de móveis para o Sítio de Atibaia e o Tríplex? E com os extratos bancários, o que o senhor vai fazer? E com as Notas Fiscais de ” palestras ” que cobriram as propinas em forma de palestras? Chego a pensar que o senhor Procurador é uma espécie de estafeta, despachante do Lula, o cara que patrocinou dois gigantescos esquemas de corrupção conhecidos como Mensalão e Petrolão. O senhor está anunciando previamente indulgência do MPF com as pessoas que cometerem delinquências como as do Lula e familiares?

  5. Admirável é ver um cidadão com nivel superior, bem empregado, salários em dia e sem cortes mesmo na pandemia, se prestar a um papelão desses. Só pode ser uma doença mental ou falta de caráter alguém em sã consciência defender o maior vagabundo e ladrão q este país ja teve em toda sua existência.

  6. Interessante: combater a corrupção e colocar bandidos na cadeia inspira o surgimento de movimentos com traços fascistas…..pra viajar na maionese desse jeito, esse cara deve ser do Psol.

    1. Eu vou deixar o link da ACP do MPF de Mossoró para que as pessoas leiam antes de emitir opiniões ou escreverem colunas em jornais eletrônicos…..Quanto a zambelli… Ela deveria ter pedido para acessória lhe explicar do que de tratava, uma vez ser inacreditável que ela entenda o conteúdo, já a procuradora ela tem que defender o Estado mesmo.

      Linke para quem souber ler : https://drive.google.com/file/d/15gNJdhHYSlXizdVYhcW8r6VKXnMJP32n/view?usp=drivesdk

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro