Bolsonaro: ‘Acabaram com o emprego no Brasil’

Presidente retoma atividades nesta segunda-feira, 27, após quarentena da covid-19 e disse ter de trabalhar muito para recuperar o país.
-Publicidade-
Bolsonaro voltou a conversar com apoiadores depois da quarentena da covid-19, mas evitou contato físico | Foto: Mateu Bonomi/Agif-Agência de Fotografia/Estadão Conteúdo
Bolsonaro voltou a conversar com apoiadores depois da quarentena da covid-19, mas evitou contato físico | Foto: Mateu Bonomi/Agif-Agência de Fotografia/Estadão Conteúdo | jair bolsonaro, trabalhar, quarentena, covid-19, emprego, paulo guedes, ministério da economia, ministério da defesa, fernando azevedo, retomada da economia, crise do coronavírus, pronampe

Presidente retoma atividades nesta segunda-feira, 27, após quarentena da covid-19 e disse ter de trabalhar muito para recuperar o país

jair bolsonaro, trabalhar, quarentena, covid-19, emprego, paulo guedes, ministério da economia, ministério da defesa, fernando azevedo, retomada da economia, crise do coronavírus, pronampe
Bolsonaro voltou a conversar com apoiadores depois da quarentena da covid-19, mas evitou contato físico | Foto: Mateu Bonomi/Agif-Agência de Fotografia/Estadão Conteúdo

Após três semanas de quarentena devido à covid-19, o presidente Jair Bolsonaro volta a despachar nesta segunda-feira do Palácio do Planalto.

-Publicidade-

Já na saída do Palácio da Alvorada, o presidente parou para conversar com apoiadores e pediu para que tentassem não tocá-lo, porque, apesar de imunizado, estava evitando contatos.

Quando questionado sobre sua agenda, Bolsonaro afirmou que terá um dia de reuniões.

“Hoje eu tenho um despacho com Paulo Guedes. Vou passar para ele esse negócio do Pronampe [Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte[. Existe um limite, tantos bilhões para cada banco. Mas acaba rapidinho esse limite”.

Na despedida, o presidente lamentou a situação vivida hoje pelo Brasil: “Preciso voltar a trabalhar hoje. Muitos problemas para resolver que outros fizeram para botar no meu colo. Acabaram com o emprego no Brasil. Tem que trabalhar para recuperar”.

Pela manhã, o presidente também deve se reunir com o ministro da Defesa, Fernando Azevedo.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

3 comentários Ver comentários

  1. aqueles que criticaram por “estar preocupado com emprego e não com a vida”, estão agora acusando por conta do desemprego pelo simples fato que o que fizeram não deu o resultado que queriam… sair como “estadistas”… o que deu? investigações… não tem como, “quem come quente, queima a língua”. e sobrou mesmo para o PR ter que arrumar a bagunça dos tais…

  2. Vai recuperar, presidente. O Brasil vai vencer e a população já sabe que não foi o senhor o responsável pelo desemprego, pelo contrário, o senhor sempre se mostroupreocupado com a paralisia das atividades econômicas. Só não foi pior o desemprego graças às suas ações junto com sua equipe. Fique tranquilo e vamos ao trabalho. Os empregos voltarão

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.