Bolsonaro diz que ‘tem que ter pena de quem pede AI-5’

Presidente diz que clamor sobre instrumento da ditatura está fora de contexto e não deve ser levado a sério
-Publicidade-
Jair Bolsonaro defendeu recentes atos de rua de 7 de Setembro e 1º de Maio
Jair Bolsonaro defendeu recentes atos de rua de 7 de Setembro e 1º de Maio | Foto: Isac Nóbrega/PR

O presidente Jair Bolsonaro (PL) comentou declarações recentes de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) a respeito da lisura das eleições brasileiras. Em entrevista no domingo 15, depois de passeio de moto em Brasília, o mandatário disse ver com legitimidade as manifestações populares que questionam o processo eleitoral, mas rebateu clamores ligados ao AI-5 dos tempos da ditadura.

“Tenho certeza de que as eleições serão limpas, mas há dúvidas que devem ser esclarecidas. Nós, homens públicos, não somos donos da verdade”, comentou o presidente.

“Eu classifico como psicopata ou imbecil aqueles que duvidam de manifestações espontâneas como o 7 de Setembro ou 1º de Maio, como se fossem atos antidemocráticos”, afirmou Bolsonaro, em menção a dois atos recentes que contaram com endosso do governo.

-Publicidade-

Bolsonaro sobre AI-5: ‘Não existe isso’

Na mesma entrevista, Bolsonaro fez comentários sobre alguns manifestantes que vêm pedindo nas ruas a intervenção militar no país, com referência ao Ato Inconstitucional número 5 (AI-5), símbolo do endurecimento do regime ditatorial da época.

O AI-5 foi emitido pelo então presidente Arthur da Costa e Silva em 13 de dezembro de 1968 e, entre outras medidas, fechou o Congresso Nacional por dez meses e determinou o fim do habeas corpus. Em linhas gerais, foi um instrumento do então governo para reforçar o aparato de repressão militar.

Para Bolsonaro, esse clamor em particular está fora de contexto e não deve ser encarado dentro das esferas democráticas com seriedade.

“Você acha que isso tem repercussão? O maluco levanta uma faixa lá, ‘AI-5’. Existe AI-5?”, declarou Bolsonaro.

“Você tem que ter pena do cara que levanta a faixa do AI-5. Você tem que chegar para ele, da imprensa, ‘ô, amigo, o AI-5 foi lá na época dos anos 60 que tinha ato institucional, não existe isso’. Você tem que ter pena dessa pessoa e não querer prender.”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

5 comentários Ver comentários

  1. STF já passou do limite. Augusto Nunes jornalista nota 10, sou conhecido no meu Canal no Youtube: Construção Civil Mestre Dinho, exatamente Mestre Dinho ou Dinho Amado. Em 1964 eu era um menino e já conheço desde menino essa turma do comunismo. O comunismo é uma raiz dos anjos caidos que precisam das Forças Armadas agir urgente.
    Edmundo Amado.

  2. Se as Forças Armadas detectaram mais de 70 Pontos Frágeis de possibilidade de Fraude na Contagem dos Votos, então qual a impossibilidade do TSE em resolver!??
    Será que não querem resolver para depois criarem nova suspeição na Contagem dos Votos??

  3. Revista Oeste, por favor, “Presidente diz que clamor sobre (instrumento da ditadura) está fora de contexto e não deve ser levado a sério”, presidente nunca disse essas palavras.

  4. SE TEM QUE TER PENA DE QUEM PEDE A VOLTA DO AI-5, ENTÃO TENHA PENA DO DEPUTADO DUDÚ “BANANINHA” BOLSONARO QUE DISSE ISSO NUMA COMISSÃO DA CÂMARA. OU JÁ SE ESQUECEU DESSE EPISÓDIO? CHEGARAM ATÉ PEDIR A CASSAÇÃO DO MANDATO DELE POR ISSO DAÍ.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.