-Publicidade-

Bolsonaro irá ao Congresso oficializar volta do auxílio

Expectativa é que ato simbólico ocorra ainda nesta quarta-feira
Presidente Jair Bolsonaro
Presidente Jair Bolsonaro | Foto: Marcos Corrêa/PR

O Palácio do Planalto confirmou que o presidente Jair Bolsonaro irá pessoalmente ao Congresso Nacional apresentar a medida provisória que restabelece os pagamentos do auxílio emergencial. Essa é a última etapa antes do início dos pagamentos.

A expectativa é que o ato simbólico ocorra ainda nesta quarta-feira, 17, e conte com a presença da cúpula do Legislativo, como os presidentes do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), e da Câmara, Arthur Lira (PP-AL).

Leia mais: “Correios e outros ativos entram no plano de desestatização”

Na segunda-feira 15, o Congresso promulgou a PEC Emergencial, que, além de impor medidas de contenção fiscal, abre caminho para a volta do auxílio aos mais vulneráveis em decorrência da pandemia.

Para pagar as parcelas, ficou estabelecido um limite de R$ 44 bilhões, que virá de crédito extraordinário, fora do teto de gastos. O valor médio do auxílio deve ser de R$ 250.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

  1. Vou-lhes dizer um grande segredo, meus caros. Esse Congresso Nacional não está nem aí com esse vírus; para a insegurança jurídica do STF, com os abusos dos Governadores e Prefeitos. Estão preocupados com sua cadeira nesse lixo que é o Congresso. Poderiam fazer muito, além de aprovar medidas como o auxílios e algum outro projeto contra essa epidemia que é sua obrigação. Como abrir mão dos Fundos Partidários, reduzir seus rendimentos, mas, só fazem onda, esse da convocação do novo ministro é mais um. Só onda.1922 vem aí.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.