-Publicidade-

Bruno Covas segue no cargo em meio a tratamento contra câncer

Prefeito de São Paulo despacha do hospital onde está internado
Bruno Covas é o prefeito de São Paulo
Bruno Covas é o prefeito de São Paulo | Foto: Reprodução/Facebook

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), não se afastou das atividades mesmo estando internado para sessão de quimioterapia. Após descoberta de nódulo no fígado, ele foi hospitalizado no Sírio-Libanês na última quarta-feira, 17, de onde tem despachado.

Leia mais: “Outro governador petista impõe toque de recolher”

Durante a sessão de quimioterapia, iniciada na quarta-feira e com previsão de durar 48 horas, Covas reuniu-se com secretários e auxiliares diretamente do leito do hospital. Segundo informações do jornal O Estado de S. Paulo, ele anunciou que pretende adotar a mesma medida de trabalho nas próximas sessões. Devido à descoberta do nódulo, a equipe médica do prefeito resolveu interromper a imunoterapia e optar por quatro sessões de quimioterapia — a próxima está programada para ocorrer a partir de 5 de março.

Secretário da Casa Civil do município de São Paulo, Ricardo Tripoli (PSDB) alega que o trabalho em si não sofreu alterações com a internação de Covas. “A rotina não mudou. Hoje em dia tudo é resolvido on-line. Bruno está tocando a prefeitura pelo WhatsApp e telefone.”

Validação médica

Um dos responsáveis pelo tratamento de Bruno Covas, o infectologista Davi Uip deu a entender que concorda com o não afastamento. A situação, entretanto, poderá mudar em decorrência dos resultados apresentados durante o tratamento. “Ele está trabalhando. Se surgir um fato novo, alguma consequência da quimioterapia, isso será discutido em outro momento”, declarou o médico. “Agora, ele continua trabalhando, continua despachando normalmente”, prosseguiu Uip.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

4 comentários

  1. Zero empatia por esse ser que solda porta de comércio, e não deixa as crianças voltarem para a escola.
    Aí já tinha esquecido dos 33 milhões para o carnaval e do seu AUMENTO DE SALÁRIO DE 46% – tá vendo como o karma é vai gastar com médico

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês