-Publicidade-

Com nódulo do fígado, Bruno Covas inicia quimioterapia

Prefeito de São Paulo trava luta contra câncer no sistema linfático
Bruno Covas é o prefeito de São Paulo
Bruno Covas é o prefeito de São Paulo | Foto: Reprodução/Instagram

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), está internado no Hospital Sírio-Libanês, onde iniciou processo de quimioterapia na tarde desta quarta-feira, 17. Desde 2019 em luta contra um câncer no esôfago que se espalhou para o sistema linfático, o político vinha sendo tratado com imunoterapia. O tratamento médico mudou, contudo, devido à descoberta de um nódulo no fígado de Covas.

Leia mais: “Presidente do Senado busca evitar ‘crise institucional’”

Pelas redes sociais, o próprio prefeito confirmou as informações a respeito de seu estado de saúde. Ao compartilhar o boletim médico, tornou público que terá de voltar a encarar sessões de quimioterapia. Inicialmente, estão previstas quatro sessões de 48 horas cada uma, com intervalo de 14 dias entre elas. A primeira sessão já teve início na tarde de hoje — com a alta do prefeito sendo aguardada para o próximo sábado, 20.

“Mais um desafio a ser superado”, afirmou o confiante Bruno Covas. “Vou enfrentá-lo como sempre: confiante, de cabeça erguida e grato pelo apoio e carinho de todos vocês”, prosseguiu o prefeito de São Paulo, reeleito em 2020, quando superou Guilherme Boulos (Psol) no segundo turno.

No Sírio-Libanês, o prefeito paulistano está sendo acompanhado de perto por cinco médicos: o infectologista David Uip, o cardiologista Roberto Kalil Filho e os oncologistas Artur Katz, Tulio Eduardo Flesch Pfiffer e João Luis Fernandes da Silva. O boletim médico sobre o estado de saúde de Covas é assinado por dois diretores do hospital particular: Fernando Ganem (governança clínica) e Angelo Fernandez (clínico).

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Bruno Covas (@brunocovas)

Prefeito em exercício

Com o afastamento de Bruno Covas por questões médicas, a maior cidade do país passa a ser momentaneamente administrada por um político do MDB. Eleito vice-prefeito em 2020, Ricardo Nunes assume a condição de prefeito em exercício. Antes de mirar o Poder Executivo municipal no ano passado, o emedebista foi vereador por dois mandatos consecutivos.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês