Caio Coppolla processa senador Rodrigo Pacheco por censura

Parlamentar 'trancou' as mídias sociais após pressão popular pela análise do pedido de impeachment do ministro Alexandre de Moraes
-Publicidade-
Caio Coppolla faz parte da equipe da CNN Brasil
Caio Coppolla faz parte da equipe da CNN Brasil | Foto: Reprodução/YouTube

O comentarista político Caio Coppolla, da CNN Brasil, impetrou mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF) contra a censura promovida pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), nas mídias sociais. Em março, o parlamentar bloqueou suas contas em Twitter e Instagram, de maneira a evitar a pressão popular pela análise do pedido de impeachment do ministro Alexandre de Moraes.

-Publicidade-

“Além da covardia política e da falta de espírito público, o ato autoritário do senador Rodrigo Pacheco é ilegal e inconstitucional”, assevera Coppolla. “Na prática, ele está censurando comentários, discriminando seguidores e restringindo o acesso à informação a milhões de pessoas”, criticou o comentarista político, ao recordar que a assessoria parlamentar, paga com dinheiro público, é que administra as mídias sociais do senador mineiro.

Leia também: “Pacheco vai receber Lula em Brasília”

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site