Câmara derruba veto e Fundo Eleitoral pode chegar a quase R$ 6 bi

Bolsonaro trabalhava para que os valores se mantivessem no patamar da última eleição
-Publicidade-
O valor deve ser usado nas eleições de 2022
O valor deve ser usado nas eleições de 2022 | Foto: Reprodução/Ranking dos Políticos

Por 317 votos a 146, a Câmara dos Deputados derrubou o veto do presidente Jair Bolsonaro que buscava impedir que o Fundo Eleitoral chegasse a R$ 5,7 bilhões. A votação ocorreu nesta sexta-feira, 17.

O valor deve ser usado nas eleições de 2022. O PT se uniu aos partidos do centrão pela derrubada do veto. Contudo, o Senado ainda precisa confirmar a decisão para que o veto à elevação do Fundo Eleitoral caia. Todavia, a apreciação dos senadores já está marcada para ocorrer na tarde de hoje.

“A votação é entre aqueles que defendem o financiamento público e aqueles que defendem o financiamento privado”, afirmou o deputado José Guimarães (PT-CE). “Por isso, o voto da minoria é não [ao veto].”

-Publicidade-

Desde que estabeleceu o veto em agosto, o presidente Jair Bolsonaro trabalhava por uma proposta de R$ 2 bilhões para o Fundo Partidário, mantendo-o no mesmo patamar da eleição passada. Contudo, a bancada do PL, partido ao qual o político se filiou recentemente, não se mobilizou para a manutenção da proposta presidencial.

“Todos sabemos que não fazemos eleição sem recurso”, disse Wellington Roberto (PL-PB), líder do partido na Câmara. “Já que não temos o direito de benefícios privados, vamos votar e orientar o voto ‘não””.

MDB, PSB, PSDB, PDT, PCdoB, Solidariedade e Republicanos também orientaram as bancadas pela derrubada do veto, que impedia a subida do valor do Fundo Eleitoral. PSL, Novo e Psol foram favoráveis à manutenção do veto de Bolsonaro.

“Fizemos uma opção no país de vedar o financiamento privado”, disse o vice-presidente da Casa, Marcelo Ramos (PL-AM), que comandava a sessão. “E, então, só tem um caminho: financiamento público. Nós estamos decidindo aqui, em tese, se reafirmamos aquela decisão lá atrás ou se vamos ter de rediscutir a possibilidade de financiamento privado.”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

7 comentários Ver comentários

  1. Nada justifica a elevação deste Fundo para próximo dos 6bi, oriundos de nossos impostos. Então, somente nos resta não reeleger aqueles que concordaram com isso. Os que disseram ” não” ao veto presidencial.

  2. Eles precisam de “recursos” ou seja, grana! Para fazerem o quê com 6 bilhões?? Camisetinhas e Santinhos? Ou seria CORRUPÇÃO mesmo??? O povo não acorda…

  3. Lamentavelmente o jogo é esse mesmo, essa brincadeira começou quando foi proibido o financiamento privado para evitar o que a lava jato escancarou. Alguém sabe quem proibiu? Uma pista o maior inimigo do povo brasileiro… Pobre Brasil. Só vejo uma saída através do voto consciente e mesmo assim vão aparecer os traidores.

  4. A gangue em ação , e vc ainda acha que isso vai melhorar ???? A sede somada a crise de abstinência é assustadora , onde também os CANALHAS estavam prontos para aprovação da lei Rouanet disfarçada de lei Paulo Gustavo …. Então , enquanto nós brasileiros não Ucranizarmos isso aqui continuará cada vez mais difícil 👍🙏

  5. Será que a mídia suja vai manchetar esse roubo contra a população ? Será que algum partido vai ao STF para acabar com essa pouca vergonha como foram contra o marco do saneamento ? E o STF, vai interferir ? Claro que não para tudo isso. É uma pouca vergonha, os partidos e os políticos que derrubaram o veto deveriam ser expulsos do Brasil, ou não ter mais um mísero voto, nem para eleição para síndico. Se os “direitos” não fossem.bocós começariam já uma campanha para acabar com eles. E pior, quero ver algum idiota, principalmente os militantes da bandidagem infiltrados nas universidades, reclamar de corte de verba. Pq não abrem mão disso e doam para a educação, para abaixar a gasolina ? Um congresso que já custa os absurdos 12,5 bi, mais de 4 vezes o q uma grande cidade tem de orçamento. Somos uma terra de.bocós, sob uma desordem só, que até às forças armadas estão corrompidas. Pobre Brasil !

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.