-Publicidade-

Daniel Silveira pede desculpas ao STF

Deputado federal está preso desde terça-feira
O deputado Daniel Silveira: preso a mando do STF e denunciado pela PGR
O deputado Daniel Silveira: preso a mando do STF e denunciado pela PGR | Foto: Plínio Xavier/Agência Câmara

O deputado federal Daniel Silveira (PSL) pediu desculpas pelo vídeo divulgado na noite da última terça-feira, 16, no qual tece críticas aos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Ao discursar em sessão da Câmara dos Deputados na tarde desta sexta-feira, 19, ele lamentou a repercussão do conteúdo —
que culminou em sua prisão a mando do ministro Alexandre de Moraes.

Leia mais: “Prisão de Daniel Silveira é inconstitucional, afirmam juristas”

Ao participar por videoconferência diretamente do Batalhão Especial da Polícia Militar do Rio de Janeiro no município de Niterói, para onde foi levado após audiência de custódia, Silveira desculpou-se mais de uma vez. “Gostaria de mais uma vez pedir desculpas ao povo brasileiro”, declarou o deputado do PSL.

[O STF] é uma instituição muito importante”

Além de repetidos pedido de desculpas, o parlamentar aproveitou o momento para falar sobre o STF e seus atuais integrantes. Diferentemente do vídeo, no qual pede para os 11 ministros serem trocados, ele elogiou a Corte. “É uma instituição muito importante”, afirmou. Nesse sentido, enfatizou que não teria usado “palavras tão duras” se imaginasse a repercussão do material.

Pedido aos colegas

Como cabe ao plenário da Câmara dos Deputados avaliar a prisão de um de seus integrantes, Daniel Silveira pediu “reflexão” aos colegas. Enfatizou não ser criminoso e levantou a possibilidade de os demais membros da Casa legislativa correrem o risco de sofrer punição similar a sofrida por ele. “Não sou bandido”, enfatizou o congressista, que espera receber apoio de ao menos 257 deputados para poder deixar a prisão.

AO VIVO: Acompanhe a sessão da Câmara dos Deputados que vai analisar a situação de Daniel Silveira

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês