-Publicidade-

Cobiça da China pela Amazônia preocupa governo

Partido Comunista está de olho nos recursos naturais da floresta, sobretudo a água, informa jornal
O presidente da China, Xi Jinping | Foto: DIVULGAÇÃO/CREATIVE COMMONS
O presidente da China, Xi Jinping | Foto: DIVULGAÇÃO/CREATIVE COMMONS | O presidente da China, Xi Jinping | Foto: DIVULGAÇÃO/CREATIVE COMMONS

Partido Comunista está de olho nos recursos naturais da floresta, sobretudo a água, informa jornal

cobiça da china
O presidente da China, Xi Jinping | Foto: Divulgação/Creative Commons

O Palácio do Planalto está preocupado com o apetite voraz do Partido Comunista da China pela Amazônia. Documentos oficiais obtidos pelo jornal O Estado de S. Paulo revelam que o país oriental mira os recursos naturais da floresta, sobretudo a água. “A entrada da China no seleto grupo de grandes potências econômicas hegemônicas do mundo contextualiza uma nova realidade global, na qual regiões ricas em recursos naturais estratégicos passam a ser o alvo das políticas externas do governo chinês”, informou uma apresentação feita, na terça-feira 3, aos integrantes do Conselho da Amazônia, liderado pelo vice-presidente Hamilton Mourão.

A papelada mostra que também França, Inglaterra, Alemanha e Estados Unidos estão de olho no patrimônio natural brasileiro. O documento ressalta que, na crise global da água, a situação já é crítica na China, na Índia, no México e na região do Chifre da África — que abrange Somália, Etiópia, Eritreia e Djibouti. Nesses países, conforme o governo, os lençóis freáticos registram queda de 1 metro por ano, acima da taxa natural de reposição, o que aponta grave crise em 20 a 25 anos. Os registros alertam sobre um possível apoio de “entidades ambientalistas” aos governos europeus, além de “interesses menos republicanos entre nacionais”.

Leia também: “Moeda chinesa fica ainda mais forte com vitória de Biden”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês