Cobiça da China pela Amazônia preocupa governo

Partido Comunista está de olho nos recursos naturais da floresta, sobretudo a água, informa jornal
-Publicidade-
O presidente da China, Xi Jinping | Foto: DIVULGAÇÃO/CREATIVE COMMONS
O presidente da China, Xi Jinping | Foto: DIVULGAÇÃO/CREATIVE COMMONS | O presidente da China, Xi Jinping | Foto: DIVULGAÇÃO/CREATIVE COMMONS

Partido Comunista está de olho nos recursos naturais da floresta, sobretudo a água, informa jornal

cobiça da china
O presidente da China, Xi Jinping | Foto: Divulgação/Creative Commons
-Publicidade-

O Palácio do Planalto está preocupado com o apetite voraz do Partido Comunista da China pela Amazônia. Documentos oficiais obtidos pelo jornal O Estado de S. Paulo revelam que o país oriental mira os recursos naturais da floresta, sobretudo a água. “A entrada da China no seleto grupo de grandes potências econômicas hegemônicas do mundo contextualiza uma nova realidade global, na qual regiões ricas em recursos naturais estratégicos passam a ser o alvo das políticas externas do governo chinês”, informou uma apresentação feita, na terça-feira 3, aos integrantes do Conselho da Amazônia, liderado pelo vice-presidente Hamilton Mourão.

A papelada mostra que também França, Inglaterra, Alemanha e Estados Unidos estão de olho no patrimônio natural brasileiro. O documento ressalta que, na crise global da água, a situação já é crítica na China, na Índia, no México e na região do Chifre da África — que abrange Somália, Etiópia, Eritreia e Djibouti. Nesses países, conforme o governo, os lençóis freáticos registram queda de 1 metro por ano, acima da taxa natural de reposição, o que aponta grave crise em 20 a 25 anos. Os registros alertam sobre um possível apoio de “entidades ambientalistas” aos governos europeus, além de “interesses menos republicanos entre nacionais”.

Leia também: “Moeda chinesa fica ainda mais forte com vitória de Biden”

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

20 comments

  1. Existem duas saídas:
    1 – Lotear o território e vender aos países interessados, isso já aconteceu no passado. Os Estados Unidos por exemplo, grande parte de seu território foi comprado da Espanha e da França e outra parte foi surrupiada do México
    2 – Se armar com mísseis estratégicos e artefatos nucleares imediatamente para dissuadir e se fazer respeitado por esses países. A questão dos mísseis, o país já domina muito bem, quanto a artefatos nucleares ainda não. É bom se apressar.

    1. A 3ª saída poderia ser simplesmente vender água a esses países. Free On Board. A logística de como transportar será deles, de qualquer jeito

      1. Essa saída não acontecerá. Será muito mais barato acusar o Brasil de vilão ambiental de toda a história da terra e simplesmente meter a mão. Melhor trabalhar a diplomacia e a dissuasão.

  2. A nova redistribuição de poder sem a existência de uma guerra tradicional para que efetivamente as ações mais poderosas e que já esgotaram seus recursos naturais possam se servir de nossas riquezas, teve início em 1992 com o Rio-92.
    De lá para cá foi relativamente fácil suas incursões no meio cultural para aliciamento de desajustados traidores.
    O meio da imprensa, as Academias, Ongs e corrupção nos elementos da política brasileira, desde o Executivo à Suprema Corte.
    Quer seja pela limitação dessas pessoas ou pela falta de caráter mesmo, o fato é que está cada vez mais difícil defendermos o que sempre foi nosso.
    Contribuiu para isso, e de forma espetacular, Paulo Freire, que fez questão de não instruir os raros brasileiros que ainda tiveram algum acesso ao ensino público, sob o pretexto de uma “Educação Crítica”, onde as reivindicações no campo da política, justas ou não, deveriam prevalecer às matérias tradicionais de instrução, i,.e., matemática, português, física, química e ciências naturais.
    O PISA comprova isso!
    Diante disso, sob ataques do estrangeiro e sabotagens dos internos, Globo, Maia, Doria, FHC, STF, parte do Congresso, todos partidos de esquerda compostos por ignorantes, pseudo intelectuais e artistas globais, nossa luta em defesa da integridade de nosso território é árdua, e por vezes tentada a redução para nada, por parte da atribuição maldosa e irresponsável de Teoria da Conspiração.
    Muito triste esse avanço e ganho do estrangeiro liderado ainda pelos comunistas!

    1. Sempre o Marco Polo mapeando os astutos impatrióticos.
      Tão claro que nos leva a enxergar aquela única saída, já que as FFAA é um muro de arrimo com várias infiltrações, solapando aos pés de 57 novos generais introduzidos, nos moldes das introduções feitas no STF:
      Numa mobilização definitiva, acima de ideologias e partidos políticos, fazer a prestação de contas com quem nos trai acintosa e assombrosamente, em defesa do mecanismo, instituindo nas ruas as PRISÃO EM SEGUNDA INSTÂNCIA E O FIM DO FORO PRIVILEGIADO.
      As casas de mãe Joana nunca tratarão de nossas pautas, e este STF não nos representa, até porque nenhum deles alí estaria pelo nosso voto.
      Exercer a verdadeira democracia, não o estado democrático de direito, é ordeira e democraticamente, fazer esses traidores entenderem que o nosso recado é prá valer. Em 2.013 fomos às ruas, e em 5 anos demos fim ao CONLUIO sórdido entre os 3 poderes, tirando o executivo do mecanismo genocida.
      A democracia é do povo para o POVO. Não compete ao Chefe do Executivo, que vem sendo fiel às nossas pautas anticorrupção, atuar nesta esfera.
      A menos que nós brasileiros, isentões e fracassados, queiramos mesmo uma nova MARCHA DAS FAMÍLIAS. Eu não toparia!!! Já avançamos bastante e as FFAA não enxergam esta hipótese.
      Para separarmos o joio do trigo, identificar quem realmente presta, primeiro precisamos afastar o STF da simbiose com o Congresso, e a única forma e á instituição da PRISÃO EM SEGUNDA INSTÂNCIA e darmos FIM AO FORO PRIVILEGIADO.
      O resto é ficar brincando de mocinho e bandido.

  3. os tentáculos da China e da Rússia vão se espalhando pelo mundo, ai alguém vai dizer: qual é o problema se a china puder investir no Brasil, já q a economia está quebrada? Simples, os exemplos são muitos, vc quer ser obrigado a tomar a vacina q dória quer impor? vc quer continuar trancado em casa obrigatoriamente, indefinidamente por um vírus q eles espalharam pelo mundo? vc quer deixar eles comprarem as empresas brasileiras a preços de banana depois q quebraram a economia com o lockdown? vc quer deixar a China ter acesso aos seus dados pessoais e sua atividades pela internet através do 5G? vc quer q a China dite as regras do agronegócio brasileiro depois de comprar diversas empresas e fazendas brasileiras ligadas ao agro brasileiro, única e exclusivamente para alimentar 1 bi e meio de bocas Chinesas? vc quer q a China apoie financeiramente partidos d esquerda no brasil, visando o interesse econômico nacional? e muitas outras coisas q não sabemos, na área de educação por exemplo. A hora dos brasileiros se defenderem é agora, através de pesquisa e divulgação da informação q a mídia não vai t mostrar.

    1. 20 anos de PSDB de gestões sinistras e suspeitas de PSDB, jogadas pra debaixo do tapetão, com a Promotoria paulista de Joelhos. Delegacias onde constam inquéritos de denúncias contra gestões tucanas, a exemplo de uma na Mooca, sendo reformadas, quase que como um pagamento de uma propina legalizada, com o PSDB comendo pelas beiradas, com seus agentes dentro de algumas esferas de poder. Aliás, o dia que o governo acordar pra esta realidade é capaz, que esteja cercado com uma nova OPERAÇÃO POLÍTICA, chamada LAVAJATO II , com o PSDB de protagonista, o partido que tem mais santo, que a Igreja Católica.

  4. Todos os países que compram da China deveriam investir ou em seus países e ou em lugares com a Índia,parar de exportar mão de obra e baixar os custos em seus países,como o Brasil onde o custo da mão de obra é muito alta.Na China o custo da mão de obra é baixíssima,escrava,mas isso esta mudando,pois os próprios cidadão começam a entender isso.Diminuir ou zerar as compras da China,impossível?Impossível será viver como escravo da China.A china se comportou como traficantes ,primeiro dá de graça,depois que ficam dependes te fazem escravos,e o mundo entrou nessa,muitos países já retiraram suas empresas e estão mesmo fazendo mais caro pagar sua liberdade em casa.

    1. Mas se for adotar a mesma solução com a Índia, o problema apenas se transfere para outro lugar, aí em pouco tempo teremos às nossas portas milhares de indianos a nos ameaçar por causa de água. É bom lembrar que na Índia existem regiões em que o nível do solo já baixou para mais de 1 metro, por conta da exploração desregrada dos aquíferos. A coisa por lá também está muito crítica. Essa história da guerra por causa de água eu escuto de há muito tempo e as autoridades daqui sempre ficaram dormindo em berço esplêndido. Agora é tarde.

  5. 1 Real a gota d’água. Nem um tostão a menos. Abre-se uma conta cidadão, e os créditos caem diretamente nela. Os valores arrecadados, obrigatoriamente, deverão ser totalmente investidos em INFRA-ESTRUTURA no País. Problema resolvido.

  6. Exatamente, Raimunda! “Eles querem tomar”.
    Ainda me lembro quando os militares, já na década de 90, vinham alertando sobre a cobiça das potências internacionais sobre os diversos recursos da Amazônia e da possibilidade de uma invasão estrangeira em território nacional, sob a égide da ONU (a “questão ambiental de proteção do bioma amazônico é mero pretexto para se justificar uma guerra de intervenção junto à opinião pública).
    Na época, artigo da revista Veja e de outros órgãos de imprensa debocharam dos “milicos” dizendo tratar-se de “paranóia” dos militares.
    “Paranóia”, né?! Tá bom… Taí a “paranóia”.

  7. Brasil é um país soberano, de potencial imenso, quase único.
    Nenhuma Nação pode nos intimidar, precisamos investir em Defesa. Seremos cada vez mais visados.

  8. Deixem o brilhante ministro Tarcísio negociar
    com os chineses. Querem água? Trocamos água
    por obras de infraestrutura ( os chineses têm
    muita tecnologia) , construção de casa populares,
    tecnologia 5 G, etc.

  9. O nosso Cristiano , primeiro vem anunciando alegremente a ipotetica supervacina -com 90% de efectividade- sem a ressalva ( feita por todos os informativos mundiais) que a Pfizer não estaria em condição de afirmar categoricamente isso em virtude das ¨falhas ¨ demonstradas em precedentes produtos.(NYT /2009 e W.Post/2000 , docet!)
    Depois , a respeito da declaração de guerra e sucessivas invasões de usurpadores de bens publicos , esqueceu de identificar o objeto da cobiça ( Aquifero Guarani) e , sobretudo , de indicar o influente ¨inside trader¨ tupiniquim .

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site