Colégio demite professora que acusou Bolsonaro pela morte de Marielle

Docente afirmou que o presidente "armou" o assassinato da vereadora
-Publicidade-
O presidente Jair Bolsonaro | Foto: Agência Brasil
O presidente Jair Bolsonaro | Foto: Agência Brasil | bolsonaro - coc rio do sul - professora demitida - marielle - partidos da esquerda

Docente afirmou que o presidente “armou” o assassinato da vereadora

bolsonaro - coc rio do sul - professora demitida - marielle
Bolsonaro foi acusado por professora do COC Rio do Sul | Foto: Agência Brasil

A professora que acusou o presidente Jair Bolsonaro de ter planejado o assassinato de Marielle Franco está desempregada. Depois de garantir que não poderia levar em consideração um “fato isolado” e definir a funcionária como alguém responsável por “brilhante trabalho”, o colégio COC Rio do Sul, de Santa Catarina, reavaliou o caso e demitiu Tanay Gonçalves Notargiacomo. A dispensa foi confirmada nesta quarta-feira, 11.

-Publicidade-

Leia mais: “Em discurso, Bolsonaro rebate ameaças de Joe Biden”

Na nota assinada pela direção, o COC Rio do Sul não pede desculpas a Bolsonaro — mesmo diante do fato divulgado na última semana de que durante aula virtual ele foi diretamente acusado de envolvimento no homicídio da vereadora pelo Psol do Rio de Janeiro, em março de 2018, algo que não se fundamenta em nenhuma investigação. O nome do presidente não é mencionado no conteúdo. Apesar da demissão da professora, o comando do colégio fala em “incidente”.

“Procedimentos internos de apuração de incidentes do colégio”

“O desligamento ocorre com base em decisão fundamentada, com apoio da equipe jurídica e técnica do colégio, bem assim é tomada em conformidade com os procedimentos internos de apuração de incidentes do colégio COC Rio do Sul”, afirma a instituição de ensino em trecho da nota. A escola ainda garante estar à disposição para prestar mais esclarecimentos aos pais de alunos e colaboradores, além de membros da comunidade que forma a cidade de Rio do Sul, no interior de Santa Catarina.

  • Mais ódio contra Bolsonaro:

“Colunista da Folha assume: torce pela morte de Bolsonaro”
“Twitter deixa que se propaguem mensagens de ódio contra Bolsonaro”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

21 comentários Ver comentários

  1. Pera ai, se fosse uma professora da DIREITA que imputasse em sala de aula, um crime politico semelhante, ao Rodrigo Maia ou a um ministro do STF, os partidos PT, PSOL, REDE, PCdoB, PDT e PSB não estariam convocando a ATIVISTA ANTI DEMOCRATICA a prestar declarações em CPI da educação? Seria também mais uma envolvida no “inquérito do fim do mundo” do STF sobre Fake News com visita da PF às 6 hs da manhã em sua residência e possível detenção provisória?
    Não é assim nos países democráticos?

  2. O colégio COC Rio do Sul tá dando uma grande contribuição para a desinformação de crianças e jovens que desse Estado. Os pais precisam acompanhar seus filhos durante as aulas dadas por antas militantes que poderão está fazendo coisas piores.

    1. A AGU deve mover uma ação contra a Escola e contra a Professora. A Escola no mínimo devia ter pedido desculpas públicas pelo absurdo que está pseudoeducadora falou.

    2. Decisão acertadíssima da escola. Tem que dar um pé na bunda de professores esquerdistas. A contracultura comunista reina nas escolas pq as pessoas são OMISSAS. Essa omissão leva os nossos filhos a se tornarem alienados. Vejam no que a educação se transformou na mão dos comunistas, um lixo. Enquanto isso, eu espero ansiosamente a regulamentação do homeschooling. Todo pai ou responsável deve ter o direito de escolher se seu filho estuda em casa com os professores que ele quiser ou na escola. Isso sim é liberdade.

    3. O que ela vai alegar, Fabrício? Que foi demitida arbitrariamente pq foi tolhida no seu “direito” de atribuir um crime a alguém sem provas, no caso o próprio presidente? Até quando a esquerda vai continuar com essa ladainha ridícula? A defensoria vai ignorar isso.

  3. O PRESIDENTE tem mais com que se preocupar, e espero q sequer opine sobre o fato. Como ñ representante, patriótico e religioso q é, deve estar sentido com o fechamento desse deseducandario. A qdade de matrículas a renovar sei não!!! Vai sair pelo ralo, como a globolixo.
    E O Bonner gente, vai ser o último a sair?

  4. Mas pelo que eu soube, a direção do colégio também apoiou a manifestação da professora militante psolista, então por que a razão dessa demissão? A diretoria não deveria se demitir também? Também acho que o Bolsonaro deveria processar esse estabelecimento escolar e também e principalmente a professora militante. Se não processar, ficará patente que a denúncia dessa professora tem fundamento.

    1. Se eu só Bolsonaro e processaria a escola e a professora,sem falar eu tomaria outras providências chega de benevolência agora tem que usa a pólvora.

      1. Primeiro você aprende português pra poder escrever algo. Tive dificuldade para entender o que você queria dizer.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.