Covas e Boulos vão para o 2º turno em São Paulo

Márcio França e Celso Russomanno ficam de fora
-Publicidade-
Bruno Covas [esq.] e Guilherme Boulos vão para o segundo turno na capital paulista | Foto: Divulgação
Bruno Covas [esq.] e Guilherme Boulos vão para o segundo turno na capital paulista | Foto: Divulgação | covas x boulos - são paulo

Márcio França e Celso Russomanno ficam de fora

covas x boulos - são paulo
Bruno Covas [à esq.] e Guilherme Boulos vão para o segundo turno na capital paulista | Foto: Divulgação
A disputa pela prefeitura da maior cidade do Brasil segue aberta. O prefeito Bruno Covas (PSDB) enfrentará Guilherme Boulos (Psol) no segundo turno. Os dois foram os mais bem votados na primeira parte da briga, realizada ontem, domingo 15.

Leia mais: “Rio de Janeiro terá briga entre prefeito e ex-prefeito”

-Publicidade-

Covas chegará à reta final da corrida eleitoral após terminar à frente o primeiro turno. Eleito vice-prefeito em 2016 e no comando do Executivo do município desde que João Doria renunciou para se candidatar a governador, o tucano recebeu o equivalente a 32,81% dos votos válidos.

Boulos, por sua vez, tentará se eleger prefeito dois anos após ter obtido 0,58% dos votos válidos na disputa pela Presidência da República. Agora em 2020, o desempenho nas urnas foi bem diferente. O socialista conquistou o voto de 20,35% do eleitorado paulistano.

De fora

O desempenho de Covas e Boulos nas urnas faz com que Márcio França (PSB) e Celso Russomanno (Republicanos) fiquem de fora da briga pelo comando de São Paulo. Eles tiveram 13,65% e 10,49% dos votos válidos, respectivamente. Essa foi a terceira vez consecutiva que Russomanno se candidata a prefeito e não consegue ir sequer ao segundo turno.

Encolhimento

Dois anos após receber mais de 1 milhão de votos e, assim, entrar para a história como a mulher mais bem votada da história para a Câmara dos Deputados, Joice Hasselmann (PSL) encolheu seu ativo político. Na tentativa de se eleger prefeita de São Paulo, ela conquistou somente 98 mil votos, o equivalente a 1,84% do total.

____________________

Oeste nas eleições 2020 (e nas redes sociais). Confira em nossa fan page e em nosso perfil no Twitter os principais destaques do primeiro turno do pleito brasileiro.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

4 comentários Ver comentários

  1. De duas uma: ou o paulistano tem merda na cabeça ou houve fraude explícita. Não é possível dois políticos dessa laia estarem no segundo turno da maior capital do país! O Covas é um capacho do Dória, acho que não precisa dizer mais nada, ou outro, um burguês que faz o papel de mano da periferia e estimula arruaça, invasões e uso de drogas. Vergonha de SP!

  2. #Fim do voto obrigatório!
    #Voto impresso já!
    #lulu boca de veludo no paredão!
    #cabeça de ovo no paredão!
    #fachin no paredão!
    #não ao loquidaum!

    Só votam em tralhas, que vão pro inferno, com ou sem fraude! Se não teve fraude, é burrice mesmo!

  3. Sou paulistano mas vou dizer para vocês uma coisa… tenho vergonha de ter nascido naquela terra, e de agora em diante quando me perguntarem onde nasci vou cuspir no chá e direi que essa mxrda nem se pronúncia!
    É preciso ter muita falta de vergonha na cara pra colocar no segundo turno: um vagabundo que encomendou as covas e os caixões de vocês todos e ainda torrou milhões em pseudo hospitais que não foram nem usados…e outro quem é? Um dos maiores son of a bitch de que se tem notícia…um burguesinha metido a invasor de propriedades…vou te falar …mas deixa que essa turma gosta de tomar na cabeça… devem gostar! Então que tomem!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.