CPI da Covid aguarda depoimentos de Carlos Wizard e auditor do TCU

O empresário e o servidor devem ser ouvidos nesta quinta-feira
-Publicidade-
O STF permitiu que os convocados fiquem em silêncio
O STF permitiu que os convocados fiquem em silêncio | Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 espera ouvir nesta quinta-feira, 17, o empresário Carlos Wizard e o auditor do Tribunal de Contas da União (TCU) Alexandre Marques. Ambos foram autorizados pelo Supremo Tribunal Federal a ficar em silêncio. O depoimento de Wizard é incerto em razão de ele estar fora do país cuidando de um familiar internado nos Estados Unidos — a CPI negou que a oitiva ocorra por videoconferência.

Senadores de esquerda acusam o empresário de integrar um suposto gabinete paralelo que teria aconselhado o presidente Jair Bolsonaro. Já a convocação do funcionário do TCU ocorreu porque o servidor supostamente incluiu no sistema da corte uma tabela com dados que não seriam oficiais sobre as mortes por covid-19.

Leia também: “Circo Parlamentar de Inquérito”, reportagem publicada na Edição 61 da Revista Oeste

-Publicidade-
Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site