Deputados gastam quase R$ 500 milhões durante o recesso

A maior parte do montante foi destinada a salários, aposentadorias e pensões
-Publicidade-
Foto: Marina Ramos/Câmara dos Deputados
Foto: Marina Ramos/Câmara dos Deputados | Foto: Marina Ramos/Câmara dos Deputados

Os gastos da Câmara dos Deputados atingiram quase R$ 500 milhões em janeiro de 2022. Nesse período, entretanto, a Casa esteve em recesso, com os parlamentares em suas bases eleitorais.

O recesso parlamentar se encerrou no último dia 2 de fevereiro, tendo iniciado no fim de dezembro de 2021. Quase todos esses gastos ocorreram para pagar salários, pensões e aposentadorias.

De acordo com o relatório de despesas da Câmara dos Deputados do mês passado, aproximadamente R$ 224 milhões foram gastos com “aposentadorias e pensões” e “contribuições previdenciárias”. Além disso, houve a despesa de R$ 225 milhões para o pessoal ativo.

-Publicidade-

Da verba restante, boa parte ainda teve o mesmo destino. Cerca de R$ 17 milhões foram listados para “benefícios obrigatórios” e algo próximo de R$ 5 milhões a “benefícios e pensões indenizatórias decorrentes de legislação especial e/ou decisões judiciais”.

A dotação orçamentária da Casa prevê que o órgão deve custar ao pagador de impostos aproximadamente R$ 7 bilhões até o fim deste ano. O valor corresponde a praticamente metade do Produto Interno Bruto do Estado de Roraima (R$ 14 bilhões, em 2019), segundo a estimativa mais recente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

De todo o montante destinado ao custeio da Câmara dos Deputados ao longo de 2022, aproximadamente 80% irão para pagar salários, pensões e aposentadorias.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

7 comentários Ver comentários

  1. Enquantos os Brasileiros não se levantarem para acavar com essas regalias do setor público iremos co tinuar na miséria. Muitos não falam nada por estarem se beneficiando direto ou indiretamente dessa sacanagem.

  2. Enquanto isso o Brasileiro espera o Chapolin Colorado vir salvar a pátria. Foi instaurada na mentalidade do Brasileiro a ideia de que “alguém tem que fazer alguma coisa!”. Infelizmente para nós, o Chapolin que sempre aparece para salvar a pátria também mama nestas grandes e fartas tetas que você deixa pendurada.

  3. É por essas que esse país vive quebrado. Pode aumentar a receita em 10x e o que vai acontecer é que os gastos dos políticos e salários de funcionários públicos das castas mais privilegiadas vai saltar também em 10x e nunca sobra nada pra investimento no bem estar da população. Não tem como uma país com um Estado inchado assim dar certo.

  4. Reforma política já! Menos políticos, menos partidos, salários adequados à realidade do país, mais qualificação para os cargos, mais transparência nas realizações e com os gastos públicos.

  5. É uma afronta ao cidadão trabalhador de salário baixo! Imagine essa grana ou parte dela investida em Educação, Saúde, Infraestrutura, em alguma coisa palpável, real que mudasse e melhorasse a vida do próprio cidadão?

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.