-Publicidade-

Direção da Câmara decide hoje se envia caso de Flordelis ao Conselho de Ética

Para o parecer ser aprovado, é necessária maioria simples na votação da Mesa Diretora
A deputada federal Flordelis | Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
A deputada federal Flordelis | Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil | flordelis - tornozeleira eletrônica - justiça

Para o parecer ser aprovado, é necessário obter maioria simples na votação da Mesa Diretora

flordelis - tornozeleira eletrônica - justiça
Deputada é acusada de ser mandante do assassinato do marido
Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

A Mesa Diretora da Câmara dos Deputados se reúne nesta terça-feira, 27, para decidir se envia o pedido de cassação do mandato da deputada Flordelis ao Conselho de Ética. Ela é acusada de ser a mandante do assassinato do marido, o pastor Anderson do Carmo, morto a tiros em junho de 2019, em Niterói (RJ).

Flordelis é ré junto aos sete filhos e uma neta. Ela está sendo monitorada por uma tornozeleira eletrônica desde 8 de outubro. A parlamentar nega todas as acusações.

A reunião da direção da Câmara vai ser realizada na residência oficial do presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), em Brasília. A Mesa Diretora é formada por Maia, seis integrantes titulares e quatro suplentes.

Os deputados vão analisar e votar o parecer do corregedor da Câmara, deputado Paulo Bengtson (PTB-PA). Em 1º de outubro, Bengtson recomendou que o processo disciplinar contra Flordelis siga para o Conselho de Ética da Casa. Ele concluiu que a deputada não apresentou provas de que não violou a regra do decoro parlamentar.

Para o parecer ser aprovado, é necessário obter maioria simples na votação da Mesa Diretora. Caso o grupo dê seguimento, abre-se o processo no Conselho de Ética, em que haverá um novo relator que analisará o caso pela perda ou não do mandato de Flordelis.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês