Dono da Precisa contradiz acusações dos irmãos Miranda

Em documento enviado à CPI da Covid, Francisco Maximiano destaca pontos que demonstrariam inconsistências nas acusações da dupla
-Publicidade-
Os irmãos Miranda, em depoimento na CPI da Covid | Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo
Os irmãos Miranda, em depoimento na CPI da Covid | Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

Francisco Maximiano, proprietário da Precisa Medicamentos, enviou explicações à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19. A companhia representa a Bharat Biotech no Brasil. A papelada destaca pontos que desmentem o depoimento dos irmãos Miranda, segundo Maximiano. O documento foi protocolado na quinta-feira 1° e obtido pela CNN Brasil. O dono da farmacêutica optou por se antecipar em razão de a CPI ter desmarcado o depoimento dele, inicialmente previsto para esta semana. Um dos principais argumentos de Maximiano é que há inconsistências nas datas informadas pelos Miranda.

Maximiano sustenta que a primeira invoice — semelhante a uma nota fiscal, que detalha o produto, fornecedores, destinatários, formas e prazos de pagamentos — enviada ao Ministério da Saúde só chegou à pasta em 22 de março. Portanto, dois dias depois da conversa entre o deputado Luis Miranda (DEM-DF) e Bolsonaro. Nesse encontro, o presidente teria sido avisado de supostas irregularidades no contrato do imunizante indiano Covaxin. “Os próprios áudios exibidos pelos irmãos Miranda na CPI evidenciam que Luís Ricardo Miranda só tomou conhecimento da invoice no próprio dia 22/3/2021, data em que enviou um áudio ao seu irmão, deputado Luís Miranda”, salientou Maximiano.

Leia também: “Luis Miranda procurou a Davati para negociar vacinas, diz depoente”

-Publicidade-
Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site