Doria descumpre regra imposta por Doria

Decreto assinado pelo governador proibe comércio de bebidas alcoólicas em estabelecimentos após as 20h. Hoje, ele promove jantar em evento em SP
-Publicidade-
Governador de São Paulo, João Doria (PSDB) | Foto: Nelson Antoine/Estadão Conteúdo
Governador de São Paulo, João Doria (PSDB) | Foto: Nelson Antoine/Estadão Conteúdo

Decreto assinado pelo governador proibe comércio de bebidas alcoólicas em estabelecimentos após as 20h. Hoje, ele promove jantar em evento em SP

Governador de São Paulo, João Doria (PSDB) | Foto: Nelson Antoine/Estadão Conteúdo
-Publicidade-

O site da Revista Oeste revela agora que o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), que baixou portaria impedindo bares de servirem bebidas alcoólicas depois das 20 horas, promove hoje jantar de celebração do Prêmio Líderes do Brasil 2020. O evento é uma realização do Lide, empresa de Doria, especializada em networking entre altos executivos e empresários. Bebidas serão servidas até as 22 horas.

Leia também: “Prefeito do PSDB se opõe a Doria: é contra vacinação obrigatória e ‘lockdown’”

Há três dias, o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) suspendeu parte do decreto estadual assinado pelo governador que proibe exatamente a venda de bebidas alcoólicas no Estado após as 20 horas. A determinação do executivo estadual, que integra o Decreto 65.357/2020, expedido na sexta-feira 11, prevê lei seca no Estado à noite na tentativa de prevenir a propagação da covid-19.

Hoje, o ministro Luiz Fux, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), derrubou a decisão liminar que havia suspendido o decreto do governador de São Paulo.

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

24 comments

      1. Haddad ficou conhecido como o pior Prefeito que já passou pelo Município de São Paulo, acho que Doria deve levar o Título como o Pior Governador que já passou pelo Estado de São Paulo.

      2. Dória de novo vence. Conseguiu que um “membro supremo”, exercesse a “supremacia” de adota-lo na confraria. Seres execráveis, nojentos!!! Os 12.

      3. E uma vergonha,mesmo e também o ministro STF,merece ser punidos.

    1. Serem iguais aos cariocas.
      À todos – SEM EXCEÇÃO- faltam neurônios.
      Queremos a divisão da Pátria em capitanias hereditárias: meu governador será o demônio, já q vivo no inferno.

    2. Isso já deu o que tinha que dar.. Não dá mais para aturar este ditador que se finge de bom moço… Só ele acredita nele mesmo… Não engana mais ninguem… É um canalha…. Já deu…

      1. Coragem, altruísmo e cidadania. Povo conformado com atitudes totalitárias, desconhecem direitos fundamentais insculpidos na constituição.

    1. O machão da calça apertada toma essas atitudes agóooora…..
      Se tivesse feito isso antes teria derrotado o “coveiro”…..
      Playboyzinho tá fazendo o que quer, e o STF dando a maior corda!!!
      E os paulistas quietos???

  1. Dória, Eduardo Paes, Botafogo, Lula, Bernardo Cabral, Severino cavalcante, Doria, Maia, Botafogo, Alcolumbre, Calheiros, Juca, temer, FHC, Aécio, Pimentel, Dilma, Palocci…AMIGOS DE FÉ E IRMÃOS CAMARADAS.
    Ao POVO sofrido só interessa o prático, por mais que a constituição CIDADÃ nos impeça: A PRISÃO EM SEGUNDA INSTÂNCIA E O FIM DO FORO PRIVILEGIADO.

      1. E ainda teve que votar no Bruno senão elegia o Boulos e a Erundina.

  2. Nós, os paulistas, elegemos esse sujeito em 2018, é verdade, mas quem era o Dória? Não era esse que está aí, sua personalidade ainda era turva, atrás de um anti-petismo que dava aos eleitores do estado o que esperavam de um líder. Em um dos casos mais emblemáticos de “estelionato eleitoral”, esse sujeito se elegeu e traiu a confiança de milhões de cidadãos. Com uma ganância desmedida ele passou por cima do seu padrinho político, Geraldo Alckmin, para se tornar o líder do partido no estado, mas era só o começo. Com um discurso conservador nos costumes e liberal na economia, a favor da liberdade individual, do livre mercado, apontando o viés “progressista” da imprensa, exaltando a propriedade privada, contra o vitimismo, expondo a hipocrisia da esquerda e… na cola de Bolsonaro, ele lançou o BolsoDoria e se elegeu governador. Não demorou pra ambição desmedida do pequeno ditador procurar novos alvos, e foi em Bolsonaro que ele encontrou esse campo pra semear. A partir daí, e visando apenas o cargo de presidente da república ele atacou tudo o que o colocou no cargo atual, a ponto de falar em agrupar o campo da centro-esquerda para enfrentar o atual mandatário; trocar elogios públicos com Lula; bajular a mídia e fazer lobby chinês, em nome da ciência e da saúde. Depois de ter atacado a esquerda, e traído a direita, Doria, após fracassar eleitoralmente em 22, poderá curtir uma longa (e irreversível) férias, junto com Joice e Frota, provavelmente em algum “paraíso” chinês.

    1. Perfeita sua análise Guilherme Morozini….. foi exatamente isso. o sujeito não honra as calças apertadas que veste…. muda de opinião conforme convém…. uma pessoa sem escrúpulos, que tem “vencido” algumas batalhas pois está em união com o que de pior existe….

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site