Eleitor paulistano quer outsider na prefeitura, aponta pesquisa

O cenário é bem semelhante ao que favoreceu João Doria (PSDB) na eleição de 2016
-Publicidade-
Foto: JOÃO BATISTA SHIMOTO/DIVULGAÇÃO
Foto: JOÃO BATISTA SHIMOTO/DIVULGAÇÃO

O cenário é bem semelhante ao que favoreceu João Doria (PSDB) na eleição de 2016

A rejeição aos políticos tradicionais deve dar o tom da corrida pela prefeitura de São Paulo neste ano, informa O Estado de S. Paulo. Um levantamento realizado pelo jornal, em parceria com o Ibope e a Associação Comercial de São Paulo, garante que 44% dos paulistanos quer que o próximo prefeito seja alguém de fora da política.

-Publicidade-

O cenário é bem semelhante ao que favoreceu João Doria (PSDB) na eleição de 2016. À época, o tucano e atual governador do Estado ganhou do petista Fernando Haddad em primeiro turno, ao se apoiar no discurso de gestor, e não político. A capital paulista, portanto, ainda parece carente desse perfil.

Entre os pré-candidatos (o cenário ainda pode mudar), o que apresenta maior rejeição é o atual prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), com 35%. Na sequência vem Celso Russomanno (Republicanos), com 29%, seguido de Guilherme Boulos (PSOL), 22%, Joice Hasselmann (PSL), 21%, e Márcio França (PSB), 18%.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.