Em depoimento na CPI da Covid, médica elogia Queiroga

Infectologista criticou a 'polarização esdrúxula' e o tratamento precoce contra a covid-19
-Publicidade-
Médica infectologista Luana Araújo | Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado
Médica infectologista Luana Araújo | Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

Na CPI da Covid, a infectologista Luana Araújo elogiou o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, classificando-o como “proativo, competente, capaz, orientado pelos valores corretos, científicos”. Ela foi convidada por ele para o cargo de Secretária Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19, mas deixou a equipe dez dias depois, por não ter sido nomeada.

A médica disse que não foi explicado os motivos pelos quais sua nomeação não foi aprovada. “Simplesmente foi comunicada de que, infelizmente, essa nomeação não sairia. Eu agradeci profundamente a oportunidade de servir o meu país, peguei as minhas coisas e voltei para Belo Horizonte”, afirmou.

-Publicidade-

Leia mais: “Grupo de médicos assina carta em defesa de Nise Yamaguchi”

Luana Araújo disse ainda que, quando convidada, o ministro lhe apresentou um projeto sólido, baseado em evidências. “Alguns dias eu recebi mensagens dele às 4h30 da manhã sobre temas que precisavam ser discutidos ou assuntos que a gente precisava começar a levantar e a discutir um pouco mais”, afirmou nesta quarta-feira, 2.

A infectologista afirmou que convidou os profissionais mais talentosos de sua área para trabalhar na secretaria, mas eles não aceitaram por conta da “polarização esdrúxula” e da “politização incabível” do momento.

Em resposta ao relator da CPI, Renan Calheiros (MDB-AL), Luana negou que tenha conversado sobre tratamento precoce contra a covid-19 com o ministro Marcelo Queiroga. Ela classificou essa discussão de “delirante, esdrúxula, anacrônica e contraproducente”.

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 comments

  1. FOI ABISSAL A DIFERENÇA DE TRATAMENTO ENTRE A MÉDICA NISE YAMAGUCHI E A MÉDICA LUANA!!! SOMENTE UM GRANDE PASPALHO OU UM GRANDE SAFADO NÃO ENXERGA A DIFERENÇA!

  2. Nas últimas décadas, diante do comportamento de professores, médicos, policiais, militares, juízes, etc. muitos profissionais que deveriam ser admirados pela sociedade, passei a vê-los como aquilo que são, seres humanos dotados de humanidade. E isso envolve o fato de serem possuidores de defeitos, desejos, inveja, avareza, arrogância, egocentrismo, ódio, falta de escrúpulos, falta de amor ao próximo, desrespeito à profissão (que não pode nem deve ser classificada como vocação, mas apenas uma forma de ganhar dinheiro e talvez poder), e, acima de tudo, pecadores avessos ao amor cristão verdadeiro. Segundo as leis bíblicas, pecadores não arrependidos seriam passíveis de pena capital. Lembremos que Jesus perdoou os arrependidos, não os impenitentes…

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site